Lyudmila Grebenkova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Lyudmila Ezhova)
Ir para: navegação, pesquisa
Lyudmila Grebenkova
Людмила Гребенкова
Informações pessoais
Nome completo Lyudmila Andreyevna Ezhova-Grebenkova
Modalidade Ginástica artística feminina
Especialidade barras assimétricas e trave
Representante Rússia
Nascimento 4 de março de 1982 (35 anos)
Moscou, Óblast de Moscou
Nacionalidade Rússia russa
Compleição Peso: 38 kg Altura: 1,41 m
Nível sênior
Treinador Leonid Arkaev
Coreógrafo Natali Sergeeva
Clube Dynamo Moscow
Período em atividade 1995 - atualidade

Lyudmila Grebenkova, em russo: Людмила Гребенкова, (Moscou, 4 de março de 1982) é uma ginasta russa que compete em provas de ginástica artística.

Lyudmila iniciou no desporto aos seis anos de idade, sob os cuidados de Nadejda Galtsova e Dilivanov Victor em Moscou.[1] Aos nove anos, entrou para equipe russa e aos treze estreou em competições.[1] No ano seguinte, disputou o Campeonato Europeu Júnior, do qual saiu medalhista de bronze na trave e sétima colocada nas barras assimétricas.[2] Em 1997, no Campeonato Nacional Russo, fora ouro na trave e oitava no individual geral.[2]

No ano posterior, competindo na categoria sênior, participou do Europeu de São Petersburgo. Nele, conquistou a medalha de prata na prova coletiva e a medalha de bronze na trave, ao somar 9,662 pontos.[3] Reserva da equipe que disputou o Camoeonato Mundial de Tianjin, em 1999, Lyudmila retornou as competições de grande porte em 2001, no Mundial de Gante. No evento, conquistou novamente a medalha de prata por equipes, superada pelas romenas. Por aparatos, encerrou vice-campeã na trave de equilíbrio e na sexta nas paralelas assimétricas.[2]

Em 2002, disputou dois grandes eventos: o Europeu de Patras e Mundial de Debrecen. No primeiro evento, conquistou a medalha de ouro na trave,- ao somar 9,562 pontos, e por equipes.[4] Em novembro, no Mundial, encerrou medalhista de bronze nas barras, em prova vencida pela norte-americana Courtney Kupets.[2] No ano posterior, novamente em uma edição do evento, conquistou pela segunda vez a terceira colocação nos exercícios sobre a trave.[2] Em 2004, em sua primeira aparição olímpica, nos Jogos Olímpicos de Atenas, Lyudmila ao lado de Svetlana Khorkina, Anna Pavlova, Elena Zamolodchikova, Natalia Ziganchina e Maria Kryuchkova, conquistou a medalha de bronze por equipes, atrás das equipes romena e norte-americana, ouro e prata, respectivamente. Individualmente, fora 15ª na classificação da trave.[5] Dois anos depois, competiu no Nacional Russo, sendo prata na trave e quarta nas barras assimétricas.[2] Em 2008, disputou sua segunda competição olímpica, na edição de Pequim 2008. Neles, ao lado de uma equipe tecnicamente fraca, formada por Anna Pavlova, Ksenia Semenova, Ksenia Afanasyeva, Svetlana Klyukina e Ekaterina Kramarenko, só fora quarta colocada na prova coletiva. Na classificação da trave, fora 37ª ranqueada.[5] Atualmente, é casada com o ginasta Georgy Grebenkov, com quem tem uma filha.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Lyudmila Grebenkova». FIG. Consultado em 9 de abril de 2010 
  2. a b c d e f g «Ezhova - results» (em inglês). Gymn-forum. Consultado em 9 de abril de 2010 
  3. «European Championships 1998 > St. Petersburg > WAG» (em inglês). Gymnastics Results. Consultado em 9 de abril de 2010 
  4. «European Championships 2002 - Patras > WAG» (em inglês). Gymnastics Results. Consultado em 9 de abril de 2010 
  5. a b «Lyudmila Yezhova-Grebenkova» (em inglês). Sports Refernce. Consultado em 9 de abril de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]