Máquina abstrata de Warren

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em 1983, David H. D. Warren desenvolveu uma máquina abstrata, para a execução de programas Prolog, formada por uma memória e um conjunto de insruções (War83).[1] [2] [3] Este modelo se tornou conhecido como Máquina abstrata de Warren (WAM, da sigla em inglês) e se tornou o modelo padrão para os compiladores Prolog.

Propósito[editar | editar código-fonte]

O propósito da compilação do código Prolog para um nível mais baixo da WAM é produzir interpretações subsequentes mais eficientes. Códigos Prolog podem ser traduzidos de forma razoavelmente simples para instruções WAM, que podem ser interpretadas de forma bem mais rápida. Melhorias subsequentes no código e na compilação para código nativo são muitas vezes mais simples de executar numa representação de nível mais baixo.

Referências

  1. David H. D. Warren (outubro 1983). An abstract Prolog instruction set (PDF) (Menlo Park, CA, USA: SRI International). 
  2. Hassan Aït-Kaci (18 de fevereiro de 1999). Warren's Abstract Machine: A Tutorial Reconstruction (PDF) [S.l.: s.n.] 
  3. Hassan Aït-Kaci. "Warren's Abstract Machine: A Tutorial Reconstruction; the book, errata and slides". Consult. 7 March 2011.