Maglemosiano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Maglemosianos (cerca de 9500 a.C. - 6500 a.C.) é o nome dado para a cultura do começo do período Mesolítico no nordeste da Europa. Na Escandinava, a cultura é sucedida pela cultura Kongemoso.

O nome atual veio de um sítio arquelógico na Dinamarca, nomeado Maglemose[1] . Os Maglemosianos viviam em florestas e pântanos utilizando ferramentes de pescas e caça feitas de madeiras, ossos e pedras de micrólito. Parece que eles tinham domesticados os cachorros. Alguns tinham lugares fixos, mas a maioria eram nômades.

Cabanas eram feitas de cascas foram preservadas, e ferramentas feitas de sílex, ossos e chifres. Uma característica da cultura deles eram os fortemente afiados micrólitos de pedra que eram usadas para cabeças de lança e cabeças de seta.

O nível do mar no nordeste da Europa não alcançou seu nível atual até quase 6000 a.C. que naquele tempo havia inundado alguns territórios habitados pelos Maglemosianos.

Referências[editar | editar código-fonte]

<references>

  1. Sarauw, G. F. L. (1903). «En Stenaldersboplads i Maglemose ved Mullerup - sammenholdt med beslægtede fund» [A Stone Age settlement in Maglemose near Mullerup - compared with related finds. Resumé: Études sur le premier âge de la pierre du Nord de l'Europe]. Aarbøger for nordisk Oldkyndighed og Historie (em Danish) [S.l.: s.n.] 1903.  A German translation appeared in Prähistorische Zeitschrift in 1911