Mangueiras (Belo Horizonte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mangueiras (Belo Horizonte)
—  Bairro do Brasil  —
Distritos
Fonte: Não disponível

Mangueiras é um bairro da região administrativa do Barreiro, na cidade de Belo Horizonte. Nele se encontra a Escola Municipal Professor Hilton Rocha.[1] Criado com o Decreto 3673 de 29 de Janeiro de 1980, foram aprovados loteamentos que passaram a formar o bairro Mangueiras. "O Prefeito de Belo Horizonte, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto na Lei Municipal nº 121 2, de 1º de dezembro de 1965 e, ainda, o que determinam os artigos 14 e 23 do Decreto Municipal n° 2337, de 27 de fevereiro de 1973, o Parágrafo Único do artigo 12 do mesmo Decreto Municipal, e considerando, também, o parecer emitido pela Comissão Especial instituída pela Portaria n° 1934, de 23 de abril de 1973,

DECRETA: Art. 1º- Fica aprovado o loteamento denominado Bairro Mangueiras, de acordo com a planta apresentada no Processo 79938, protocolado em 19.09.79, em nome de Conselho da Associação dos Bairros Céu Azul, Mangueiras e Lotaço. Art. 2º - Fica aprovado, como complemento do Bairro Mangueiras, o Loteamento denominado Bairro Lotaço, de acordo com a planta apresentada no Processo 79938, protocolado em 19.09.79, em nome de Conselho da Associação dos Bairros Céu Azul, Mangueiras e Lotaço. Art. 3°- Os quarteirões 1 a 9 do Bairro Lotaço passam a constituir, respectivamente, os quarteirões 19 a 27 do Bairro Mangueiras. Art.4º- As plantas, aprovadas por este Decreto, com as modificações constantes do artigo 3º, compõem-se dos seguintes quarteirões e lotes do Bairro Mangueiras:

  • I - quarteirão 1 com 15 lotes numerados de 1 a I5;
  • II- quarteirão 2 com 30 lotes numerados de 1 a 30;
  • III- quarteirão 3 com 22 lotes numerados de 1 a 22;
  • IV- quarteirão 4 com 28 lotes numerados de 1 a 28;
  • V - quarteirão 5 com 23 lotes numerados de 1 a 23;
  • VI - quarteirão 6 com 18 lotes numerados de 1 a 18;
  • VII - quarteirão 7 com 17 lotes numerados de 1 a 17;
  • VIII - quarteirão 8 com 17 lotes numerados de 1 a 17;
  • IX quarteirão 9 com 11 lotes numerados de 1 a 11;
  • X - quarteirão 10 com 17 lotes numerados de 1 a 17;
  • XI - quarteirão 11 com 20 lotes numerados de 1 a 20;
  • XII - quarteirão 12 com 39 lotes numerados de 1 a 39;
  • XIII - quarteirão 13 com 23 lotes numerados de 1 a 23;
  • XIV parte do quarteirão 14 com 15 lotes numerados de 1 a 15;
  • XV - parte do quarteirão 15 com 26 lotes numerados de 1 a 26;
  • XVI - quarteirão 16 com 22 lotes numerados de 1 a 22;
  • XVII - quarteirão 17 com 14 lotes numerados de 1 a 14;
  • VIII - quarteirão 18 com 17 lotes numerados de 1 a 17;
  • XIX - quarteirão 19 com 21 lotes numerados de 1 a 21;
  • XX - quarteirão 20 com 16 lotes numerados de 1 a 16;
  • XXI - quarteirão 21 com 16 lotes numerados de 1 a 16; .
  • XXII - quarteirão 22 com 18 lotes numerados de 1 a 18;
  • XXIII quarteirão 23 com 24 lotes numerados de 1 a 24;
  • XXIV quarteirão 24 com 24 lotes numerados de 1 a 24;
  • XXV - quarteirão 25 com 31 lotes numerados de 1 a 31;
  • XVI - quarteirão 26 com 25 lotes numerados de 1 a 25;
  • XXVII - quarteirão 27 com 1 2 lotes numerados de 1 a 12;

Art. 5º- 0 custo de complementação de obras de infra-estrutura, caso venham a ser executadas pela Prefeitura, será integralmente cobrado dos proprietários, na forma da legislação vigente. Art.6°- A taxa de exame e verificação de planta será cobrada dos proprietários, na forma do disposto no Parágrafo Único do artigo 12, do Decreto Municipal nº 2337, de 27 de fevereiro de 1973. Art. 7º- A presente aprovação não importa em reconhecimento de domínio do terreno, nem poderá ser alegada para sua comprovação. Art. 8º- Revogadas as disposições em contrário, este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação.

Belo Horizonte, 29 de janeiro de 1980. O Prefeito, (a.) - MAURÍCIO DE FREITAS TEIXEIRA CAMPOS. Vice-presidente do Conselho Municipal de Planejamento do Desenvolvimento, em exercício, (a.),- ISMAÍLIA DE MOURA NUNES. Publicado no "Minas Gerais" de 30 de janeiro de 1980.

O bairro Mangueiras fica a 15 minutos da região do Barreiro, na zona oeste de Belo Horizonte, bem próximo da fronteira com a cidade de Ibirité. As linhas de ônibus 1340 - Flamengo / Vale do Jatobá e 1350 - Flamengo / Mangueiras, além da linha 305 (da Estação Diamante) e a linha 340 (da Estação Barreiro) trafegam pelo bairro. Um córrego passa na parte baixa, paralelo à Av. Senador Levindo Coelho, inundando com chuvas mais fortes mas sem causar grandes estragos. Na maior parte do ano, o córrego traz apenas muitos pernilongos, mosquitos da dengue, ratos e mau cheiro. A região do Bairro Mangueiras fica numa zona de risco para doenças silvestres como a raiva e a febre amarela. Ele fica próximo às belas montanhas que compõem a Serra do Curral, num lugar conhecido como "Parque do Rola Moça", uma área de preservação ambiental.

O bairro é composto por casas coloniais de bom padrão e casas simples, muitas ainda em construção. Há ruas bem íngremes, calçadas com pedras, mas a maioria é asfaltada. O bairro é praticamente dividido ao meio porque entre a Rua Cel. Newton Barbabela e a Rua Vicente Surette não há vias transversais. Na verdade, o bairro possui 3 partes distintas: uma que fica na área da escola Hilton Rocha. Outra, do outro lado, após a rua Cel. Newton Barbabela e uma terceira, que se estende pela Avenida Serrinha.

Há pouco tempo foi inaugurado um posto de saúde que vive lotado*, refletindo a triste realidade da saúde pública do país. Um projeto de centro esportivo - na verdade, apenas uma quadra de futsal - também foi iniciado*, sem chegar a ser finalizado. O bairro não possui área de lazer, praças ou biblioteca pública. Uma igreja católica muito simples convive com várias igrejas evangélicas que proliferam em antigos estabelecimentos comerciais. O comércio também possui poucas lojas na parte da escola, ou do outro lado, sendo mais forte na parte da Av. Serrinha. Os moradores do bairro, se quiserem fazer compras, precisam ir ao bairro vizinho, o Vale do Jatobá.

O ator Antonio Firmino, que viveu o Apolo na novela da Rede Globo Duas Caras, tinha parentes que moravam no bairro.

  • Situações referentes ao ano de 2008

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.