Maria (filha de Eudemão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria
Nacionalidade
Labarum.svg
Império Romano do Ocidente

Maria foi uma nobre romana do século IV, filha do governador provincial Eudemão. Viveu na África até a conquista vândala, quando foi vendida, junto de outro menina, como escrava. Elas foram compradas por uma família que viveu nas imediações de Cirro, na província de Eufratense. Lá, Maria é interrogada por seus donos, que ao descobrirem sua história, a libertam. Mais tarde, quando soube que seu pai estava vivo e exercendo função no Ocidente, dirigiu-se a Teodoreto de Cirro, que enviou ao bispo Eustrácio de Egas uma carta pedindo a ele que tentasse arranjar fundos para enviá-la para seu pai.[1]

Referências

  1. Martindale 1980, p. 720-721.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press