Maria Susan Rye

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria Susan Rye
Nascimento 31 de março de 1829
Londres
Morte 12 de novembro de 1903 (74 anos)
Hertfordshire
Cidadania Reino Unido
Ocupação filantropo

Maria Susan Rye (Londres, 31 de março de 1829Hertfordshire, 12 de novembro de 1903) foi uma ativista social inglesa e promotora da emigração feminina.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, seu trabalho voltou-se para jovens mulheres que viviam em workhouses de Liverpool. Rye começou seu trabalho com emigração ao transportar jovens adultas de classe média para a Austrália e a Nova Zelândia na década de 1860.

Em 1861, com o apoio de diversas senhoras de Langham Place, ela fundou a Female Middle Class Emigration Society (Sociedade de Emigração de Mulheres da Classe Média). Presidida por Rye até 1867, a Sociedade fazia empréstimos sem juros para permitir a emigração de mulheres educadas. Também mantinha e estabelecia correspondentes na maioria dos portos coloniais para receber as emigrantes.

Em 1862, Rye acompanhou o primeiro grupo de emigrantes formado pela Sociedade até a Nova Zelândia. Em seguida, ela foi à Austrália, de onde só retornou à Inglaterra em 1865. A partir desse ano, Maria Rye voltou sua atenção ao resgate de crianças carentes e órfãs. Entre 1869 e 1896, ela ajudou a levar mais 3.623 meninas carentes inglesas para orfanatos do Canadá.

Referências