Matías Catrileo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Matías Valentín Catrileo Quezada[1] (Santiago, Chile, 11 de setembro de 1984 - 3 de janeiro de 2008), foi um estudante de agronomia chileno de etnia mapuche, morto enquanto participava de uma ocupação de terras em 3 de janeiro de 2008, em razão de um tiro disparado pelo policial Walter Ramírez que protegia o local[2]. Sua morte motivou o repúdio de organismos de Direitos Humanos e diversas manifestações que se realizaram em diversas cidades do Chile.[3]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Matias Catrileo cartel protesta.jpg
  1. Calbucura, Jorge. «Vida y muerte de Matías Catrileo». www.mapuche.info. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  2. «La biografía de Matías Catrileo». The Clinic (em espanhol). 3 de janeiro de 2018 
  3. «Folha Online - Mundo - Anistia Internacional critica governo chileno por negar repressão policial - 30/05/2009». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 2 de agosto de 2017