Matrilinearidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Matrilinearidade é uma classificação ou organização de um povo, grupo populacional, família, clã ou linhagem em que a descendência é contada em linha materna.

É um conceito importante em paleoantropologia, no estudo da evolução da espécie humana, assim como na de outros mamíferos, pela análise do DNA mitocondrial.

É um conceito importante no judaísmo.

Organização de família, linhagem na qual só a descendência pela linha materna é levada em conta (Sociologia). Termo aplicado às formas ginecocráticas de sociedade, nas quais o papel de liderança e poder é exercido pela mulher e especialmente pelas mães de uma comunidade (Sociologia). Família que tem como base a mulher, mãe, filha. Na família matrilinear é o homem que deixa sua casa, abandona seus laços familiares e vai morar com a família da esposa, adequar-se a seu estilo de vida (Sociologia).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]