Medo condicionado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Medo condicionado é, no contexto da psicologia, um processo pelo qual uma coisa que não representa ameaça alguma torna-se temida por estar associada na mente do indivíduo a algo assustador.[1]

Uma vez incutido no cérebro do indivíduo por qualquer razão que seja, alguém ou algo passa a representar forte influência no comportamento desse individuo tornando-o assim, receptivo à situação que lhe causa o medo. O cérebro registra, conecta-se e responde a cada ação tomada, assim, temer algo ou alguém é um princípio condicionado ao cérebro por situações expostas na mente do indivíduo.

Referências[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Medo condicionado
  1. GOLEMAN, Daniel. Inteligência emocional: a teoria revolucionária que redefine o que e ser inteligente. 43. ed. Rio de janeiro: Objetiva, 1995. 375 p. ISBN 85-7302-080-6
Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.