Molly

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Molly
No Brasil Experimentando a Vida
Em Portugal Molly
 Estados Unidos
1999 •  cor •  102 min 
Direção John Duigan
Produção William J. MacDonald
Produção executiva Amy Heckerling
Roteiro Dick Christie
Elenco Elisabeth Shue
Aaron Eckhart
Jill Hennessy
D. W. Moffett
Gênero filme de comédia
filme de drama
filme de romance
Música Trevor Jones
Cinematografia Gabriel Beristain
Edição Humphrey Dixon
Distribuição Metro-Goldwyn-Mayer
Lançamento Estados Unidos 22 de outubro de 1999
Idioma inglês
Orçamento US$21 milhões
Receita US$17,650

Molly (bra: Experimentando a Vida[1]; prt: Molly[2]) é um filme americano de 1999, do gênero comédia dramático-romântica, dirigido por John Duigan, roteiro de Dick Christie sobre uma mulher de 28 anos com autismo que fica sob a custódia de seu irmão executivo neurótico. O filme é estrelado por Elisabeth Shue como Molly, Aaron Eckhart como irmão mais velho e Jill Hennessy.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Molly McKay é uma adolescente autista que sempre viveu em um hospital. Mas sua vida é virada do avesso quando, depois de se submeter a um programa de tratamento altamente experimental, descobre-se que na verdade ela é um gênio. Buck, irmão de Molly, precisa deixar o estilo de vida despreocupado para cuidar da irmã.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme faturou US$17,650 durante sua exibição no cinema, com um orçamento de US$21 milhões, tornando-o um fracasso nas bilheterias. Acreditando que o filme dificilmente seria um sucesso, a Metro-Goldwyn-Mayer optaram por reduzir suas perdas e eliminar o orçamento de marketing do filme. Foi lançado apenas em um único final de semana em doze cinemas, a fim de cumprir obrigações legais.[3]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Molly recebeu críticas principalmente negativas dos críticos. No Rotten Tomatoes, o filme tem 14% de aprovação "podre" dos críticos de cinema, com uma média de classificação de 3,4 em 10. O consenso diz: "Molly nunca realmente eleva acima de momentos não inspirados e cheios de clichês".[4] No Metacritic, Molly recebeu uma classificação média ponderada de 21 em 100 dos críticos de cinema, indicando consistentemente "críticas geralmente desfavoráveis", classificada como um filme geralmente desfavorável.[5]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. «Experimentando a Vida». Brasil: CinePlayers. Consultado em 26 de outubro de 2018 
  2. «Molly». Portugal: DVDPT. Consultado em 26 de outubro de 2018 
  3. «Molly (1999)». Box Office Mojo. IMDB. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
  4. «Molly». Rotten Tomatoes. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
  5. «Molly». Metacritic. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.