Muchila (Feira de Santana)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Muchila
—  Bairro do Brasil  —
Muchila.jpg
Fonte: Não disponível

O Muchila é um bairro situado dentro do perímetro urbano da cidade de Feira de Santana. Antes integrante do Bairro Pedra do Descanso. Que por sua vez leva esse nome devido a ter sido o local em que Lucas Evangelista, o Lucas da Feira, utilizar para descansar após suas incursões pela Bahia.

Ao contrário do que pensam as pessoas, muchila se escreve com "U" em sua segunda letra, e não com "O".

O Muchila é composto pelos conjuntos Muchila I (1), Muchila II (2), Stela Maris e Feira X. É o terceiro bairro mais populoso de Feira de Santana, com mais de 25 mil habitantes. Uma Previdência Social da cidade fica no Muchila I, na Rua Macário Cerqueira principal avenida do bairro.

O bairro Muchila é um bairro nobre dessa cidade, nele costuma morar pessoas de classe média e classe média alta. Considerado um bairro tranquilo e agradável, tem atualmente sua segurança abalada pelos altos índices recentes de assalto e furtos. O Muchila conta com o centro cultural Maestro Miro, escolas infantis, academias, padarias, um APS do INSS, supermercados, postos de gasolina, mercadinhos, quadras poliesportivas públicas, e condomínios e área de caatinga ainda em estado natural . Exemplos: Magnólia, Canto do Sol, Vila das flores, Princesa do Sertão: Ala Leste, Norte e Sul, entre outros. Além disso, existe uma fabrica de papel de cigarro (Di Joca) que promove empregos para moradores locais. O conjunto Habitacional Feira X é um conjunto construído com a finalidade de alocar os prováveis trabalhadores do Centro Industrial Subaé, no final da década de 1980. Além do Conjunto o bairro Muchila ainda tem em seu território a comunidade da Vila Verde, uma comunidade residencial construída em terreno sub-utilizado pela construção do Conjunto Feira X.

Um fato bastante marcante nesse bairro é que um arquiteto desenvolveu uma obra em sua varanda com a aparência de um disco voador, várias pessoas ao passarem pelo local costumam tirar fotos e a rua que ele reside é conhecida como a rua do disco voador. Este escritório acabou desabando no dia 18 de janeiro de 2013. Outro fato muito marcante é a herança deixada pelas religiões de matrizes africanas que utilizavam uma grande pedra para realização das oferendas aos seus Inquices. Neste lugar denominado Pedra de Ogun. Na década de 1990 o local já estava comprometido, tanto pelas explosões para construção do Conjunto Feira X, quanto pela degradação ambiental.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.