Naxarar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Naxarar[1] (em armênio/arménio: Նախարար; transl.: Nakharar) é um título hereditário para sátrapas da Armênia medieval. Há discordância entre os estudiosos sobre a duração do sistema naxarar tanto como um conceito e como terminologia, no entanto, é altamente improvável que o sistema naxarar, que existiu na Armênia desde a antiguidade, durou até a invasão Mongol.[2]

O estatuto de naxarar era herdado e subir de posto, o que raramente acontecia, era um direito exclusive do soberano. A remoção do título naxarar era ainda mais raro e também um privilégio exclusivo dos soberanos, um direito legal exercido somente em situações mais extremas.[3]

As invasões sem fim do Planalto armênio resultou na eliminação da nobreza naxarar, que era a espinha dorsal da defesa armênia, por volta do século XIV, deixando apenas vestígios da classe restante em áreas montanhosas remotas como no Carabaque (Karabagh).[4]

Referências

  1. «Naxarar» (em inglês). Consultado em 5 de janeiro de 2014 
  2. Dashdondog 2010, p. 43.
  3. Adalian 2010, p. 465-466.
  4. Starr 1994, p. 255.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dashdondog, Bayarsaikhan (2010). The Mongols and the Armenians (1220-1335). Leida e Boston: Brill. ISBN 90-04-18635-2 
  • Starr, S. Frederick Starr (1994). The Legacy of History in Russia and the New States of Eurasia. Londres e Nova Iorque: M.E. Sharpe. ISBN 978-0-7656-1398-1