Nikolai Yezhov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nikolai Yezhov
Николай Иванович Ежов
Comissário do Povo para o Transporte
Período 8 de abril de 1938 – 9 de abril de 1939
Antecessor Nenhum (cargo novo)
Sucessor Nikolay Pakhomov
Comissário do Povo para Assuntos Internos
Período 26 de setembro de 1936 – 25 de novembro de 1938
Antecessor Guenrikh Yagoda
Sucessor Lavrenti Beria
Dados pessoais
Nome completo Nikolai Ivanovich Yezhov
Nascimento 1 de maio de 1895 (124 anos)
São Petersburgo, Império Russo
Morte 4 de fevereiro de 1940 (44 anos)
Moscou, União Soviética
Nacionalidade Soviético
Esposa Antonia Titova
Yevgenia Feigenberg
Partido Partido Comunista
Assinatura Assinatura de Nikolai Yezhov

Nikolai Ivanovich Iejov (Russo: Николай Иванович Ежов; 1 de maio de 1895 - 4 de fevereiro de 1940) foi um oficial da polícia secreta soviética sob Josef Stalin que chefiou o NKVD de 1936 a 1938, durante o período mais ativo do Grande Expurgo.

Nascido na cidade lituana de Marijampolé em uma família de judeus assimilados se mudou para a então capital do Império Russo, São Petersburgo em 1906. Era de aparência franzina e media 1,54 de altura e foi um dos líderes da NKVD (a Polícia secreta Soviética) e o maior responsável pelo Grande Expurgo onde pelo menos 1.300.000 foram presos dos quais 681.692 foram executados em sua maior parte com um tiro na nuca. Sua gestão é algumas vezes chamada de "Yezhovschina" (Russo: Ежо́ вщина, a "época Yezhov").

Com a alcunha de o Anão Sanguinário, foi chefe da Polícia Secreta (Comissário do Povo para o Interior) de 1936 a 1938, antecedendo Lavrentiy Beria.[1]

Referências

  1. Simon Sebag Montefiore. Sashenka, 2008. (ISBN 978-85-60280-39-1),
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nikolai Yezhov
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.