Nota de rodapé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota de rodapé, como o nome indica, é uma anotação colocada ao pé de uma página de um livro, ou documento, adicionando comentário de referência ou fonte, ou ambos, para parte do texto da matéria na mesma página.

Uso[editar | editar código-fonte]

São textos que apontam citações ou referências, no fim da página, em fonte menor e divididas do restante do texto através de uma pequena linha.

Uma nota de rodapé é, em geral, associada com a marcação de um número sobrescrito no final do texto a ser comentado com a nota ao pé da página:

Um texto na página a ser comentado recebe o primeiro número¹
Cada outra anotação receberá o próximo número associado com a anotação ao pé da mesma página.²

No pé da página, uma linha separa a anotações:

¹ para a primeira anotação na página.,
² para a segunda anotação, e assim por diante…

Referências a bibliografia[editar | editar código-fonte]

As notas de rodapé podem também só dar referência ao autor e a página de uma citação bibliográfica do livro enquanto, na bibliografia, a fonte deverá ser incluída por completa, poupando tempo do leitor de verificar as referências no fim do livro a cada menção de notas de rodapé. Ou, ainda, se a mesma fonte se repete múltiplas vezes: na primeira menção desta, dá-se a referência por completa, e nas subseqüentes notas, dá-se somente o nome do autor e a página da fonte, que devem seguir a palavra ibid,³ empregada em citações.4

_____________

3Do Latim, abreviação de Ibedem, significando da mesma obra. p. 911.Ferrreira, Aurélio Buarque de Holanda. "Novo Dicionário da Língua Portuguesa", 2. ed., Editora Nova Fronteira, 1986.
4Ibid. Ferreira, Aurélio, p.911.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Notas de Rodapé Indicações, observações ou aditamentos ao texto feitos pelo autor, tradutor ou editor, podendo também aparecer na margem esquerda ou direita da mancha gráfica.

a) Notas de referência: Notas que indicam fontes consultadas ou remetem a outras partes da obra onde o assunto foi abordado. Ex: (no pé da página) 1 SANTOS, G. C. Manual de organização de referências e citações bibliográficas para documentos impressos e eletrônicos. Campinas: Autores Associados, 2000. As subsequentes citações da mesma obra podem ser referenciadas de modo abreviado utilizando as expressões latinas. Essas expressões devem ser utilizadas somente em notas, exceto apud que pode ser utilizada no texto.  Ibidem ou Ibid. = na mesma obra: usado quando se fizerem várias citações de um mesmo documento, variando apenas a paginação. Ibidem. p. 213. 4 Ibidem. p. 309.  Idem ou Id. = do mesmo autor: substitui o nome, quando se tratar de citação de diferentes obras do mesmo autor. 6 Idem, 1968. p. 58.  Op. Cit. = Na obra citada: é usada em seguida ao nome do autor, referindo-se à obra citada anteriormente, na mesma página, quando houver intercalação de outras notas. 9 SILVA, op. cit. p.78.  Loc. Cit. = No lugar citado: é empregada para mencionar a mesma página de uma obra já citada, quando houver intercalação de outras notas de indicação bibliográfica. 12 ANDRADE, loc. cit.  Et. seq. = Seguinte ou que se segue: usada quando não se quer mencionar todas as páginas da obra referenciada. Indica-se a primeira página, seguida da expressão. 13 CUNHA, 1993. p.167 et. seq.  Cf. = Confira: usada para fazer referência a trabalhos de outros autores ou a notas do mesmo autor. 14 Cf. SALVAGIOLLI, 1980. p.21-23.  Apud = citado por, conforme, segundo: pode, também, ser usada no texto.  No texto: No modelo serial de Gough (1972 apud Nardi (1993) o ato de ler [...]  No rodapé da página: 16 EVANS, 1987 apud SAGE, 1992, p. 2-3. b) Notas explicativas: Notas usadas para comentários, esclarecimentos ou explanações, que não possam ser incluídos no texto. Exemplo:  No texto: O comportamento liminar correspondente à adolescência vem se constituindo numa das conquistas universais, como está, por exemplo, expresso no Estatuto da Criança e do Adolescente.17  Na nota de rodapé: Se a tendência à universalização das representações sobre a periodização dos ciclos de vida desrespeita a especificidade dos valores culturais de vários grupos, ela é condição para a constituição de adesões e grupos de pressão integrados a moralização de tais formas de inserção de crianças e jovens.