Organizações policiais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

As Organizações policiais são as subdivisões da polícia de um deternado país.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Há, no Brasil, cinco organizações policiais responsáveis pela Segurança Pública:

Polícia Federal

Polícia Rodoviária Federal

Polícia Ferroviária Federal

Polícia Civil

Polícia Militar

A Polícia Federal atua em todo o território nacional, apurando as infrações penais contra a ordem política e social e as infrações penais com repercussão interestadual ou internacional. Também previne e reprime o tráfico de drogas, o contrabando e exerce a polícia marítima, aérea e de fronteiras.

A Polícia Rodoviária Federal é responsável pelo patrulhamento das rodovias federais. Enquanto que as ferrovias federais são patrulhadas pela Polícia Ferroviária Federal.

A Polícia Civil é uma organização estadual, responsável pela investigação de crimes. Suas conclusões são enviadas à Justiça para que se possa julgar o autor do delito. Integram a Polícia Civil, entre outros, o Delegado de Polícia, o Escrivão, o Investigador e o Carcereiro.[1]

A Polícia Militar é uma organização estadual, responsável pela execução de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública. A Polícia Militar realiza metade do ciclo de polícia no Brasil e a Polícia Civil, a outra metade, excetuadas as competências da união. A hierarquia na polícia militar é composta por Soldado, Cabo, Sargento, Subtenente, Aspirante a Oficial, Tenente, Capitão, Major, Tenente-Coronel e Coronel.

Referências