Mitchelton Scott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Orica-AIS)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mitchelton Scott
Quaregnon - Le Samyn, 4 mars 2015, départ (B51).JPG
Informações
Estatuto
UCI Team Feminino (até )
UCI Women’s WorldTeam (d) (a partir de )Visualizar e editar dados no Wikidata
Código UCI
GEW (de a ), OGE (de a ), ORS () e MTS (a partir de )Visualizar e editar dados no Wikidata
Disciplina
País
Fundação
2012
Temporadas
9Visualizar e editar dados no Wikidata
Pessoas chave
Director geral
Director(s) desportivo(s)
Designação anterior
2012 (até maio)
2012-2016
2017
2018-
GreenEdge-AIS

Orica-AIS
Orica-Scott
Mitchelton-Scott
Equipamento
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
equipamento

A Mitchelton Scott (código UCI: MTS) é uma equipa ciclista feminina profissional australiana de categoria UCI Women's Team.

História[editar | editar código-fonte]

A equipa surgiu paralelamente ao Orica GreenEDGE (equipa masculina) com a diferença que esta equipa recebeu o apoio especial da AIS: Australian Institute of Sport. Devido a isso ao princípio se chamou GreenEDGE-AIS -somente GreenEDGE para o masculino- até que na primeira semana de maio, concretamente desde o início do Giro d'Italia de 2012, entrou a Orica Limited como patrocinador se passando a chamar Orica-AIS (o feminino) e Orica GreenEDGE (o masculino).[1] Também colaboram com a equipa uma dezena de patrocinadores secundários e colaboradores.

Ao igual que o masculino a equipa está integrada maioritariamente por ciclistas da Austrália, em sua maior parte rodadoras, com incorporações de ciclistas estrangeiras de grande nível para as carreiras montanhosas. Nesse aspecto destacaram as incorporações de Judith Arndt e Claudia Hausler (2012), Emma Johansson (2013-2015)[2] e Annemiek Van Vleuten (2016).[3] Outra característica é que costumam incorporar as veteranas australianas que destacam como amadoras mas não quiseram dar o salto a profissionais durante a sua juventude por motivos pessoais assim Katrin Garfoot estreiou com 32 anos (em 2014)[4] e Lizzie Williams e Chloe McConville o fizeram com 31 e 27 anos, respectivamente (em 2015);[5] ademais, também costumam incorporar à equipa a outras australianas que foram profissionais na América ou Europa mas abandonaram o ciclismo profissional temporariamente por diferentes motivos como os casos de Jessie McLean com 26 anos (em 2012) e Rachel Neylan com 32 anos (em 2015).[6][7]

Sempre tem estado entre as 6 melhores equipas do mundo segundo o Ranking UCI e a Copa do Mundo -em grande parte graças às suas incorporações estrangeiras-. Inclusive em 2013 impuseram-se no Ranking UCI.[8][9]

Material ciclista[editar | editar código-fonte]

A equipa utiliza bicicletas Scott, componentes Shimano e equipamento desportivo Giordana Sports.

Sede[editar | editar código-fonte]

A sua sede está em Adelaide (c/o Cycling Austrália, PO Box 646, 5085 Enfield Plaza).

Classificações UCI[editar | editar código-fonte]

A União Ciclista Internacional elabora o Ranking UCI de classificação dos ciclistas e equipas profissionais. A classificação da equipa e do seu ciclista mais destacada são as seguintes:[8]

Ano Classificação por equipas Melhor corredora na classificação individual Posição
2012 3.º Judith Arndt 2.ª
2013 1.º Emma Johansson 1.ª
2014 4.º Emma Johansson 2.ª
2015 6.º Emma Johansson 4.ª
2016 7.º Annemiek Van Vleuten 13.ª
2017 3.º Annemiek Van Vleuten 1.ª

A União Ciclista Internacional também elabora o ranking da Copa do Mundo de Ciclismo feminina de classificação dos ciclistas e equipas profissionais nestas provas de um dia. Desde 2016 foi substituído pelo UCI WorldTour Feminino no que se incluíram algumas provas por etapas. A classificação da equipa e do seu ciclista mais destacada são as seguintes:[8][9]

Ano Classificação por equipas Melhor corredora na classificação individual Posição
2012 2.º Judith Arndt 2.ª
2013 2.º Emma Johansson 2.ª
2014 6.º Emma Johansson 2.ª
2015 6.º Emma Johansson 12.ª

Palmarés[editar | editar código-fonte]

Para anos anteriores veja-se: Palmarés da Mitchelton Scott.

Palmarés de 2020[editar | editar código-fonte]

UCI WorldTour de 2020[editar | editar código-fonte]

Datas Carreiras Ganhadora

UCI ProSeries de 2020[editar | editar código-fonte]

Datas Carreiras Ganhadora
17 de janeiro Austrália 2.ª etapa do Santos Women's Tour Austrália Amanda Spratt

Calendário UCI Feminino de 2020[editar | editar código-fonte]

Datas Carreiras Ganhadora
6 de fevereiro Austrália Herald Sun Tour Austrália Lucy Kennedy
29 de fevereiro Bélgica Omloop Het Nieuwsblad Países Baixos Annemiek van Vleuten

Campeonatos nacionais[editar | editar código-fonte]

Datas Carreiras Ganhadora
12 de janeiro Austrália Campeonato da Austrália em Estrada Austrália Amanda Spratt

Modelos[editar | editar código-fonte]

Para anos anteriores, veja-se Elencos da Mitchelton Scott

Elenco de 2019[editar | editar código-fonte]

Wikidata-logo S.svgIntegrantes da equipe
CiclistaData de nascimentoPaisEquipe anterior
Jessica Allen17 abril 1993AUS Austrália
Grace Brown7 julho 1992AUS AustráliaWiggle High5 (2018)
Gracie Elvin31 outubro 1988AUS AustráliaFaren-Honda (2012)
Lucy Kennedy11 julho 1988AUS AustráliaHigh5 Dream Team (2017)
Alexandra Manly28 fevereiro 1996AUS Austrália
Sarah Roy27 fevereiro 1986AUS AustráliaPoitou-Charentes.Futuroscope.86 (2014)
Amanda Spratt17 setembro 1987AUS Austrália
Moniek Tenniglo2 maio 1988NED Países BaixosFDJ-Nouvelle Aquitaine-Futuroscope (2018)
Annemiek van Vleuten8 outubro 1982NED Países BaixosBigla (2015)
Georgia Williams25 agosto 1993NZL Nova ZelândiaBePink (2016)
Fonte: UCI

Ciclistas destacadas[editar | editar código-fonte]

  • Nesta listagem encontram-se as ciclistas que tenham conseguido alguma vitória para a equipa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Biciciclismo, ed. (1 de maio de 2016). «GreenEDGE anuncia seu patrocinador principal para os próximos três anos (Maillot)». Consultado em 2 de abril de 2016 
  2. lederailleur.fr, ed. (1 de agosto de 2015). «Emma Johansson chez Wiggle-Funda» (em francês). Consultado em 3 de abril de 2016 
  3. Spencer Powlison (9 de outubro de 2015). Vai-o News, ed. «Annemiek van Vleuten leaves Bigla for Orica-AIS» (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2016 
  4. cyclingnews.com, ed. (17 de junho de 2014). «Katrin Garfoot joins Orica-AIS» (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2016 
  5. Matt de Neef (16 de outubro de 2014). cyclingtips.com, ed. «Orica-AIS signs Sarah Roy, Lizzie Williams and Chloe McConville» (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2016 
  6. Rupert Guinness (9 de janeiro de 2016). smh.com.au, ed. «Australian road championships: Rachel Neylan thinks big after a year of trials» (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2016 
  7. cyclingnews, ed. (24 de março de 2015). «News shorts: Possible replacements for Riis, Neylan signs for Orica-AIS» (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2016 
  8. a b c UCI (ed.). «Ranking - Cycling - Road 2015» (em inglês). Consultado em 2 de abril de 2016. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
  9. a b UCI (ed.). «Ranking - Cycling - Road 2015 Women Elite UCI Ranking» (em inglês). Consultado em 2 de abril de 2016. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mitchelton Scott