Pátera ibera de Perotito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pátera ibera de Perotito
Detalhe de a Pátera ibera de Perotito

A Pátera ibera de Perotito é uma pátera prata preparado pelos iberos, que data de entre 1000 antes de Cristo, cuja descoberta foi feita em uma propriedade conhecida como Perotito, localizado em Santisteban del Puerto, município espanhol na província de Xaém, Andaluzia, localizada na região do Condado. A peça está permanentemente exposta no Museu Arqueológico Nacional de Madrid, com o número de inventário 1917/39/1.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

É na pátera, prato raso, que era usado em cerimônias religiosas e ritos da antiguidade, e reúne elementos iconográficos helenísticas e iberos. A patera é parte de um conjunto constituído por vários recipientes. É feito de uma folha de prata, martelado a partir da parte traseira, para a decoração, é possível que o artesão que tinha feito um modelo de uma parte importada.[1]

Características técnicas[editar | editar código-fonte]

  • Medidas: 17,2 cm diâmetro.
  • Peso: 194,74 gr.
  • Estilo ibero.
  • Material: Prata.
  • Iconografia: Cena da caça, lobo, centauro.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b CERES. Museo Arqueológico Nacional (ed.). «Ficha técnica de la Pátera ibera de Perotito». Consultado em 14 de janeiro de 2016. ]