Pacaembu (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de Pacaembu, veja Pacaembu.
Município de Pacaembu
"PAC"
PacaembuSP.JPG

Bandeira de Pacaembu
Brasão de Pacaembu
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 2 de abril de 1949
Gentílico "pacaembuense"
Prefeito(a) Maciel do Carmo Colpas (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Pacaembu
Localização de Pacaembu em São Paulo
Pacaembu está localizado em: Brasil
Pacaembu
Localização de Pacaembu no Brasil
21° 33' 43" S 51° 15' 39" O21° 33' 43" S 51° 15' 39" O
Unidade federativa São Paulo
Mesorregião Presidente Prudente IBGE/2008[1]
Microrregião Adamantina IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Irapuru, Flora Rica, Flórida Paulista, Mirandópolis e Lavínia
Distância até a capital 617 km
Características geográficas
Área 339,722 km² [2]
População 14 024 hab. Estimativa: IBGE/2016[3]
Densidade 41,28 hab./km²
Altitude 415 m
Clima Subtropical, com verões quentes e invernos amenos. Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,763 elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 93 660,022 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 850,50 IBGE/2008[5]

Pacaembu é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º33'44" sul e a uma longitude 51º15'38" oeste, estando a uma altitude de 415 metros. Segundo fontes do IBGE 2016, sua população é de 14.024 habitantes. Na bacia hidrográfica Aguapeí (UGHR 20).

Em Pacaembu estão instaladas duas unidades prisionais, a Penitenciária “Ozias Lúcio dos Santos” e o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) regime semiaberto. Com base nos dados da Secretaria de Administração Penitenciária, a Penitenciária “Ozias Lúcio dos Santos” está com ocupação superior a 109% de sua capacidade, ou seja, a sua capacidade é de 873 presos e está atualmente com 1.829 detentos. Já o CPP opera com ocupação de 69% acima de sua capacidade, sendo que a unidade foi construída para 686 presos e está atualmente com 1.161.

Desta forma, as duas unidades prisionais de Pacaembu, que teriam juntas a capacidade de abrigar 1.559 presos, estão atualmente abrigando um total de 2.990 detentos.[6]

História[editar | editar código-fonte]

A partir do avanço da Companhia Paulista de Estrada de Ferro rumo ao rio Paraná, por volta de 1925, foram plantadas lavouras que atraíram um maior número de agrupamentos humanos para o Oeste Paulista. Em conseqüência, foram surgindo núcleos urbanos, como os povoados de Sumatra, Iracema, Vila Pires, Guaraniúva, Esplanada, Marajoara e Jardim Marajoara, próximos entre si. Sumatra, o mais antigo, foi fundado pelos irmãos Senise; Iracema pelos irmãos Cavicchioli, enquanto que Guaraniuva teve como fundador Oswaldo Flácio Teixeira. Este apresentava a maior concentração de habitantes e maior índice de progresso, sendo elevado a Distrito de Paz, pertencente ao Município de Lucélia, em novembro de 1944. 

Com isto surgiu uma competição de progresso e desenvolvimento entre a sede e a povoação de Esplanada, cujo proprietário, a firma Teixeira, Souza e Pereira, loteou em quadras. Seu progresso foi tão rápido que ultrapassou o desenvolvimento da sede do Distrito. 

Em 1948, levando-se em consideração que as duas povoações, Guaraniuva e Esplanada, estavam próximas e interligadas, o Governo Estadual elevou-as a Município e seu nome foi mudado para Pacaembú, de origem indígena ?paca-yembú?- que significa arroio das pacas.

A Companhia Paulista de Estrada de Ferro atingiu a região na década de 1940. Tendo os imigrantes Poloneses Japoneses e Italianos como seus principais colonizadores, Pacaembu surgiu da união de quatro povoados, Esplanada, Guaraniúva, Sumatra e Alto Iracema. As principais famílias italianas fundadoras do município foram a Família Senise e a Família Cavicchioli.

Recebeu o título de município em 2 de abril de 1949.

Pacaembu tem como padroeira Nossa Senhora das Graças.

Reza a lenda que o nome de Pacaembu surgiu em uma discussão entre os representantes de cada um dos povoados da cidade na escolha do nome do município. Um deputado que intermediava a conversa e tinha acabado de assistir um jogo do Corinthians no Pacaembu falou que a gritaria e a bagunça estavam mais alta que a torcida corintiana no estádio. Os representantes gostaram do nome e resolveram adotar como o nome do município mais querido do Brasil. Há quem diz também que na região existia muitos animais chamados de Paca e também havia uma fruta chamada Embu, da união dos nomes surgiu Pacaembu.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 339,722 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População total: 12.934

  • Urbana: 9.745
  • Rural: 3.189
  • Homens: 7.450
  • Mulheres: 5.484

Densidade demográfica (hab./km²): 36,85

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 18,15

Expectativa de vida (anos): 70,04

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,31

Taxa de alfabetização: 86,35%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,763

  • IDH-M Renda: 0,687
  • IDH-M Longevidade: 0,751
  • IDH-M Educação: 0,852

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Cia. Telefônica Alta Paulista[7] até 1975, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[8], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[9], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[10] para suas operações de telefonia fixa.

Educação[editar | editar código-fonte]

Há em Pacaembu, atualmente, quatro escolas:

  • EE Profº Joel Aguiar (Ensino fundamental e Ensino Médio)
  • EMEF Manoel Texeira Júnior (Ensino Fundamental)
  • EMEI Dr. José Francisco Ferreira (Educação pré-primária)
  • COPAC (Ensino Fundamental e Ensino Médio) (Escola Particular)

Administração[editar | editar código-fonte]

  • Prefeito(a): Maciel do Carmo Colpas (2017/2020)
  • Vice-prefeito(a): Adão Aparecido Viscardi

Site da Prefeitura Municipal de Pacaembu SP: http://www.pacaembu.sp.gov.br/

Site da Câmara Municipal de Pacaembu SP: http://www.camarapacaembu.sp.gov.br/

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. [1]. Folha Regional de Pacaembu, 25 de maio de 2015 (visitado em 27 de setembro de 2015)
  7. «Relação do patrimônio da Cia. Telefônica Alta Paulista incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  8. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  9. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  10. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]