Palmilha ortopédica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Uma palmilha ortopédica é uma Órtese (português brasileiro) ou Ortótese (português europeu) uma vez que se trata de um dispositivo externo que aplica forças sobre o corpo humano com o objectivo de modificar os aspectos funcionais ou estruturais do sistema neuro-musculo-esquelético. Esta pode ser utilizada com diversas finalidades como:

  • corrigir dismetrias dos membros inferiores;
  • contribuir para o correto alinhamento da articulação subtalar e restantes articulações do pé;
  • obter uma correta distribuição das forças de reacção que esta aplica na região plantar do pé.

Em Portugal, as ortóteses são estudadas, desenhadas e fabricadas por ortoprotésicos.[1]

Referências

  1. Decreto-Lei nº. 564/99, de 21 de Dezembro

Ligações externas[editar | editar código-fonte]