Paradoxo do Pinóquio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

O Paradoxo do Pinóquio é o resultado gerado por um conflito de lógica baseado na famosa história infantil do boneco Pinóquio, cujo nariz crescia sempre que ele contava uma mentira. É uma versão do paradoxo do mentiroso.[1]

Esse conflito se ilustra imaginando o Pinóquio dizendo a frase: meu nariz vai crescer agora. Neste caso, duas hipóteses, igualmente válidas poderiam acontecer:

  • O nariz de Pinóquio não cresce. Então ele disse uma mentira, portanto, o nariz deve crescer;
  • O nariz de Pinóquio cresce. Então ele disse uma verdade, portanto, o nariz dele não tinha motivo para ter crescido.

Em ambos os casos, seria gerada uma contradição, pois, se o nariz cresce, ele não deveria ter crescido e, se não cresce, deveria ter crescido. Este é o paradoxo.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Eldridge-Smith, Peter (27 de janeiro de 2011). «Pinocchio against the dialetheists». Analysis. 71 (1). doi:10.1093/analys/anr007. Consultado em 4 de junho de 2019 
  2. Eldridge-Smith, Peter; Eldridge-Smith, Veronique (13 de janeiro de 2010). «The Pinocchio paradox». Analysis. 70 (2): 212–215. doi:10.1093/analys/anp173. Consultado em 4 de junho de 2019