Paragânglio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2013).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Paragânglio é um grupo de células não-neuronais derivadas da crista neural. O seu nome deriva genericamente da sua proximidade com gânglios simpáticos. São essencialmente de dois tipos: Cromaffins ou Paragânglios simpáticos feitos de células cromaffins e Não-cromaffins ou Paragânglios parassimpáticos feitos de células glomus. São células neuroendócrinas, as primeiras com funções primárias endócrinas e as últimas com funções primárias quimiorreceptoras.

Os paragânglios cromaffin (também designados corpos cromaffin) estão ligados aos gânglios do tronco simpático e aos gânglios dos plexos celíaco, renal, adrenal, aórtico e hipogástrico. Estão concentrados perto das suprarrenais e funcionam essencialmente como elas. Por vezes estabelecem conexões com gânglios de outros plexos simpáticos. O maior Paragânglio Cromaffin é o Orgão de Zuckerkandl, talvez o maior recurso de catecolaminas circulantes no feto e recém-nascido, e atrofia gradualmente. Este órgão pode ser uma fonte de paraganglioma e feocromocitoma.