Passage du Gois

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A "Passage du Gois"

A Passagem do Gois (em francês: Passage du Gois) é uma estrada situada na Baía de Bourgneuf e que une a Ilha de Noirmoutier (comuna de Barbâtre) ao continente (comuna de Beauvoir-sur-Mer), no departamento francês da Vendée (Vendeia). É famosa porque a estrada fica submersa pelo mar conforme as marés. A via é transitável durante a maré baixa, ficando inundada duas vezes por dia durante a maré cheia. Existem outros locais com estas características, mas a passagem do Gois, com cerca de 4 km de comprimento, é especialmente longa[1]. A altura da água que cobre a via durante a maré alta varia entre os 1,30 metros e os 4 metros.

Desde 1971, a Ponte de Noirmoutier, que une a ilha ao continente, é uma alternativa a esta estrada.

Tour de França[editar | editar código-fonte]

Esta passagem é conhecida por ter sido incluída na segunda etapa do Tour de France 1999 provocando numerosas quedas e cortes no pelotão, entre elas a de Alex Zülle, um dos favoritos à liderança da prova.

Também foi incluída no percurso do Tour de France 2011, como ponto de partida da prova.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 4 de abril de 2016. Arquivado do original em 6 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Passage du Gois