Pecha Kucha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Pecha Kucha (em japonês: ペチャクチャ) é um formato de apresentação em que o conteúdo pode ser fácil, eficiente e informalmente mostrado, geralmente em um evento público projectado para essa finalidade. Sob o formato, o apresentador mostra vinte imagens de vinte segundos cada, para um tempo total de seis minutos e quarenta segundos.[1]

Foi concebido em 2003 por Astrid Klein e Mark Dytham, da Tóquio Klein Dytham Architecture (KDa), que procurou dar aos jovens designers um local de encontro, de rede e mostrar o seu trabalho e para atrair pessoas para o seu espaço de eventos experimentais em Roppongi. Eles criaram um formato que as apresentações mantêm uma forma concisa, a fim de incentivar o interesse do público e aumentar o número de apresentadores no decurso de uma noite. Eles tomaram o nome de Pecha Kucha de um termo japonês para o som da conversa. Em português, o equivalente mais próximo seria "bate-papo".

Referências

  1. «PechaKucha 20x20 - Tokyo - Vol. 1». Consultado em 5 de agosto de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre propaganda e marketing ou sobre um publicitário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.