Pedro Carmo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde abril de 2012).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2008). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Pedro Carmo (Lisboa, 31 de Maio de 1973) é um actor português.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Formou-se na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, tendo investido também em formação no estrangeiro. Frequentou o Curso de Representação para Cinema da New York Film Academy, o Curso de Formação de Actores no Lee Strasberg Theatre Institute, a Ecole des Maitres, entre muitos outros cursos e "workshops". Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Cultura.

Teatro[editar | editar código-fonte]

No seu percurso no Teatro já representou textos de autores de renome como William Shakespeare, Bertold Brecht, Lars Nòren, Albert Camus, Paula Vogel, Bernardo Santareno, José Maria Vieira Mendes, Jean Racine, Jenny Schwartz, Mark Ravenhill, entre outros. Trabalhou com encenadores conceituados dos quais se destacam Jorge Silva Melo, Gonçalo Amorim, Pedro Gil, Jacques Delcuvellerie, Manuel Wiborg, Alvaro Correia, Graca P. Correa, Cristina Carvalhal, Fernanda Lapa, Luís Castro e muitos mais.

No seu percurso profissional tornou mais coesos os seus conhecimentos como actor e também desenvolveu competências como encenador. Foi responsável pela encenação das peças As Preciosas Ridículas de Molière, "Tu pr’aqui tu pr’ali", baseado na peça "Óscar" de João Paulo Seara Cardoso, "Ninguém está no seu lugar", baseado na peça "Edmund" de David Mamet, "G. Sob a tua aparência quem sabe que arrepio te perturba..." de Rui Guilherme Lopes entre outras.

Cinema[editar | editar código-fonte]

A sua experiência cinematográfica passa pela participação nos filmes "Mistérios de Lisboa" de Raul Ruiz, "Deste Lado da Ressurreição" de Joaquim Sapinho,"Portugal S.A." de Ruy Guerra e "António, um rapaz de Lisboa" de Jorge Silva Melo, . Participou também em algumas curtas-metragens, das quais se destacam "Segredos" realizado por José Maria Vaz da Silva, "Crónica Feminina", realizado por Gonçalo Luz, "O Décimo Punhal" com realização de Vítor Moreira, entre outras.

No pequeno ecrã integrou as séries "Voo Directo" para a RTP, "Cidade Despida" para a RTP, "37" para a TVI, "Equador" para TVI, "O dia do Regicídio" para a RTP, "O Último Tesouro" para a RTP, "Os Bastidores" para a RTP, "Os Jornalistas" para a SIC, entre outras participações em series e telenovelas.

Actualmente[quando?] interpreta "António de Lucena" na novela A Única Mulher na TVI.

Referências