Pesquisa básica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

[1]Pesquisa básica, também chamada pesquisa pura ou pesquisa fundamental, é uma pesquisa científica focada na melhoria de teorias científicas para melhoria da predição ou compreensão de fenômenos naturais ou de outro tipo.[2]Ela refere-se ao estudo destinado a aumentar nossa base de conhecimento científico. Muitas vezes, este tipo de pesquisa é meramente teórica, com a intenção de ampliar a compreensão de certos fenômenos ou comportamento, mas não procura resolver ou tratar esses problemas. Pesquisa aplicada, por sua vez, usa pesquisas científicas para desenvolver tecnologias ou técnicas para intervir e alterar fenômenos naturais ou de outro tipo. Apesar de frequentemente ser guiada pela curiosidade,[3] a pesquisa básica abastece as inovações da ciência aplicada.[4] As duas abordagens são frequentemente coordenadas na pesquisa e desenvolvimento.

Apesar de muitas descobertas terem sido fortuitas,[3] a ciência de descoberta busca especificamente descobertas, e, juntamente com a ciência teórica e a ciência experimental, é agora a chave da pesquisa básica, e é às vezes expressamente planejada.[5]

Exemplos de pesquisa básica na psicologia podem incluir:

  • 'Uma investigação a respeito da influência dos níveis de estresse na forma como muitas vezes os alunos participem de trapaças acadêmicas;'
  • 'Um estudo sobre como o consumo de cafeína impacta o cérebro;'
  • 'Um estudo avaliando se os homens ou as mulheres são mais propensos a sofrer de depressão.'
  • 'Um estudo buscando esclarecer a associação entre problemas emocionais/comportamentais e baixo rendimento escolar. Segundo algumas pesquisas realizadas sobre o assunto a co-ocorrência de problemas de comportamentos e baixo desempenho na escola pode ser um dos fatores responsáveis pela demanda motivada por dificuldades escolares.'

Referências

  1. http://psychology.about.com/od/bindex/g/basicres.htmLewin, K. (1951). Field theory in social science: selected theoretical papers [Teoria de campo em ciência social: trabalhos teóricos selecionados]. D. Cartwright (ed.). New York, NY, EUA: Harper & Row. McBride, D. M. (2013). The process of research in psychology [O Processo de pesquisa em psicologia]. Los Angeles, LA, EUA: SAGE Publications. Stanovich, K. (2007). How to think straight about psychology [Como pensar direito sobre psicologia] (8ª Ed.). Boston, MA, EUA: Allyn & Bacon.
  2. «What is basic research?» (PDF). National Science Foundation. Consultado em 31 de maio de 2014. 
  3. a b "Curiosity creates cures: The value and impact of basic research, National Institute of General Medical Sciences, National Institutes of Health.
  4. "ICSU position statement: The value of basic scientific research", International Council for Science, December 2004.
  5. Liz Karagianis - MIT Spectrum (21 de abril de 2015). «How discovery science is reinventing the world - MIT News». MIT News