Phelekezela Mphoko

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Phelekezela Mphoko em 2006

Phelekezela Mphoko (Gwizane, Matabeleland Norte, 11 de junho de 1940) é um político do Zimbabwe. Foi presidente interino no ano de 2017. Membro da União Nacional Africana do Zimbábue - Frente Patriótica, foi vice-presidente da república, de 2014 até 2017.[1] Anteriormente fora embaixador na Rússia, embaixador no Botswana e depois embaixador na África do Sul.[2][3][4]

Mphoko foi treinado na União Soviética como estratega militar antes de regressar à Rodésia para se juntar à luta armada pela independência do Zimbabwe. Em 1972, foi comandante das Operações Wankie, quando o comando conjunto foi formado com Umkhonto WeSizwe do ANC, incluindo Chris Hani, John Dube, e Joe Modise.

A sua nomeação como vice-presidente em dezembro de 2014 causou grande perturbação no seio da ZANU-PF.

Referências

  1. «VPs appointed Mnangagwa, Mphoko land posts» (em inglês). The Herald. 11 de dezembro de 2014. Consultado em 3 de março de 2015 
  2. Staff (24 de julho de 2010). «Gukurahundi storm envoy posted to SA». New Zimbabwe. Consultado em 11 de outubro de 2012 
  3. Список руководителей дипломатических и консульских представительств зарубежных государств в России (em russo). Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia. Consultado em 5 de julho de 2008 
  4. Staff (3 de fevereiro de 2011). «SA accepts Ambassador Mphoko». The Herald. Consultado em 11 de outubro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.