Pombal (edifício)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pombal antigo na fazenda Capitólio em Leme.

Pombal é um edifício construído para albergar pombos e rolas. Apesar de os pombos não serem muito utilizados hoje em dia, como alimento, durante a Idade Média eram particularmente apreciados (em Portugal ainda é um alimento popular, em determinados locais) e acontecia, mesmo, que apenas os nobres tivessem o privilégio de ter pombais. Os edifícios contém, em geral, buracos por onde as aves entram, permitindo, aí, a sua reprodução. Cada região tem os seus pombais característicos na forma e nos materiais utilizados para construir os pombais. São de destacar os pombais da Normandia e da Bretanha, em França, aí designados como pigeonnier ou colombier.

No Brasil, são utilizados como adorno para casas e praças, além de abrigo para pombos, e eventualmente outras espécies de pássaros. São construídos geralmente de concreto e de variadas formas, mais comum sendo de concreto.

Pombal contracetivo[editar | editar código-fonte]

Para controlar a população de pombos nos grandes centros urbanos por vezes instalam-se pombais contracetivos. São locais para onde os animais são atraídos para por os ovos, que depois são trocados por outros artificiais.

Desde 1997, pelo menos 70 cidades alemãs optaram por este sistema. Em França o primeiro pombal contracetivo foi instalado em 1995 em Chatillon. O projeto foi, então, replicado noutras cidades, tais como Paris, Boulogne, Billancourt, Aulnaysous- Wood, Bobigny, Clamart, Meudon, Montrouge, Fontenay-sous-Bois, Puteaux, Tourcoing, Cannes, Montpellier, Amboise, entre outras.[1]

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «Lisboa: Câmara vai instalar pombais contracetivos»