Ponto de equilíbrio contábil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por Ponto de Equilíbrio, banda de reggae, veja Ponto de Equilíbrio (banda). Se procura outros significados, veja Ponto de Equilíbrio (desambiguação).

Ponto de equilíbrio contábil são levados em conta os custos fixos contábeis relacionados com o funcionamento da empresa. Ponto de equilíbrio é o valor ou a quantidade que a empresa precisa vender para cobrir o custo das mercadorias vendidas, as despesas variáveis e as despesas fixas. No ponto de equilíbrio, a empresa não terá lucro nem prejuízo.[1][2]

O ponto de equilíbrio é calculado das seguintes formas:

1. Ponto de Equilíbrio em Valores:

Valor total dos custos fixos, dividido pela % da margem de contribuição.

Exemplo:

- Valor total dos custos fixos = R$ 5.000,00;

- % margem de contribuição = 30%;

- Ponto de Equilíbrio: R$ 5.000,00 / 30% = R$ 16.666,667

2. Ponto de Equilíbrio em Quantidades:

Valor total dos custos fixos, dividido pelo valor da margem de contribuição.

Exemplo:

- Valor dos custos fixos = R$ 5.000,00;

- Valor da margem de contribuição = R$ 6,00;

- Ponto de Equilíbrio em Qtde: R$ 5.000,00 / R$ 6,00 = 833 unidades.

Observação: A margem de contribuição unitária é o preço de venda do produto menos seus custos variáveis unitário

Ou seja, quando forem produzidas e vendidas 833 unidades de produção a empresa estará em equilíbrio financeiro. Este equilíbrio também pode ser calculado em dias. Nesse caso, quantos dias de produção são necessários para que os gastos se igualem as receitas.

Notas e Referências

  1. «Análise do Ponto de Equilíbrio» (PDF). fecra.edu.br. Consultado em 16 de novembro de 2014. 
  2. «O que é, e como calcular o ponto de equilíbrio da minha empresa?». rj.sebrae.com.br. Consultado em 16 de novembro de 2014. 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.