Posto de transformação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Setembro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Posto de transformação compacto.

Posto de Transformação ou simplesmente PT é uma instalação onde se procede a transformação da energia elétrica de média tensão para baixa tensão, alimentando a rede de distribuição de baixa tensão.

Os níveis de tensão necessários para a boa estabilidade de um sistema elétrico são obtidos através das instalações de transformação em que se usam os transformadores, e os PTs têm a função de reduzir a tensão de níveis elevados para níveis utilizáveis pelos consumidores finais, que são industriais e domésticos.[1]

Classificação[editar | editar código-fonte]

As instalações de transformação de energia elétrica, são classificadas em função do destino da corrente secundária dos transformadores. Em Portugal são classicadas em subestações e postos de transformação. Noutros países como França, Reino Unido e Brasil, não se faz esta distinção, pois independentemente do destino da corrente de saída alguns classificam estas instalações apenas como subestações, e outros apenas como postos de transformação.[1]

O Regulamento de Segurança de Subestações, Postos de Transformação e Seccionamento (RSSPTS) define Posto de Transformação em seu artº 6º, como a instalação de alta tensão destinada à transformação da corrente elétrica por um ou mais transformadores, quando a corrente secundária de todos os transformadores for utilizada diretamente nos recetores, incluindo condensadores para a compensação do factor de potência.

Constituição[editar | editar código-fonte]

O transformador é elemento fundamental num posto de transformação. Pelo fato desta instalação envolver elevados níveis de tensão, necessita-se de um conjunto adicional de aparelhagem para realizar as funções de comando, seccionamento, contagem, e protecção (de animais, pessoas e bens, e próprios equipamentos).

Um PT, é constituído essencialmente por três componentes: primeiro, equipamentos de proteção e seccionamento; segundo, um ou mais transformadores, responsáveis pela transformação da tensão de média para baixa tensão; e terceiro, quadro geral de baixa tensão, onde partem diversos ramais da rede baixa tensão.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Os tipos de PTs são classificados em função de várias caraterísticas, isto é, quanto a localização, em que resulta um conjunto de soluções para a sua construção.

PT em cabine[editar | editar código-fonte]

São postos em que todos os equipamentos estão instalados dentro de uma cabine, que pode assumir uma das seguintes variantes: cabine alta (torre); cabine baixa (em edifício próprio); cabine baixa integrada em edifício; cabine metálica (monobloco) ou cabine subterrânea.

PT aéreo[editar | editar código-fonte]

São postos em que o transformador é montado num poste normalmente de betão, [1] , caraterizados pela sua ligação diretamente na rede de distribuição aérea em média tensão, estando o quadro geral de baixa tensão na base desse poste, num armário dimensionado para o efeito.

Outras classificações[editar | editar código-fonte]

Os tipos de PTs são ainda classificados quanto à alimentação em: PT radial, PT em anel aberto, e PT com dupla derivação.

Localização[editar | editar código-fonte]

Os PTs são construídos próximo dos centros de consumo, como zonas rurais, suburbanas, urbanas, industriais, zonas públicas ou privadas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Eletrotecnia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b c «Rede de distribuição de energia elétrica». EDP Energias de Portugal. Consultado em 20 de Setembro de 2016.