Prática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Prática é a realização de uma teoria concreta.

Uma teoria só é considerada como tal se for provada pela prática, ou seja, não existe teoria sem prática. Einsten, quando formulou a teoria da relatividade, já tinha provado matematicamente esta teoria.

Não se pode confundir teoria com hipótese. Esta é uma suposição antes do teste prático e formulação final da teoria. Teoria também não é antítese, ou seja, a afirmação da tese pela sua negação. Por exemplo: "o céu é azul" (tese) e "o céu não é vermelho, ou verde, ou roxo" (antítese).

Diz-se que, ao realizar um feito temos que aplicar a teoria na prática. Por serem duas dimensões de um mesmo fenômeno e que frequentemente geram controvérsia entre o que é dito e o que é feito, é comumente dito que "na prática a teoria é outra".

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.