Prêmio Açorianos de 1983

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A sétima edição do Prêmio Açorianos ocorreu em 1983 em Porto Alegre e premiou unicamente destaques do setor de arte dramática.[1] [2]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Melhor diretor: Luciano Alabarse (Pode ser que seja só o leiteiro lá fora)

Melhor ator: Fernando Severino (Segundo Tempo, grupo Na Moita)

Melhor atriz: Fabiane Fogliatto (Segundo Tempo, grupo Na Moita)

Melhor ator coadjuvante: Marcelo Rezende (Segundo Tempo, grupo Na Moita)

Melhor atriz coadjuvante: Mima Lunardi (A Cantora Careca)

Melhor espetáculo: Grupo Cem Modos (espetáculo apresentado no Auditório da Aliança Francesa)

Melhor figurino: Companhia Tragicômica Balaio de Gatos (O Vale dos Pimentões)

Melhor cenário: Flávio Betanin (Pic-Nic, do grupo Gestus)

Prêmio especial ao grupo Do Jeito que Dá pelo espetáculo Bailei na Curva, de Júlio César Conte

Prêmio especial pela melhor proposta de vanguarda ao espetáculo O Acre vai à Rússia.[3]

Referências

  1. Prêmio Açorianos divulga os melhores da música Arquivado em 13 de julho de 2015, no Wayback Machine.. PortoWeb – PROCEMPA,
  2. [http://www.camarapoa.rs.gov.br/biblioteca/livros/ColetaneaCultura.pdf Coletânea de leis municipais sobre cultura-atualizada até agosto de 2012] Arquivado em 10 de julho de 2015, no Wayback Machine.. Porto Alegre: Câmara Municipal, 2012. 348 pp
  3. Premiação Açorianos 1983. Página da Coordenação de Artes Cênicas da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. 09/07/2015 - 19h40.
Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.