Praticagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Um prático embarcando num navio para pilotá-lo.

A praticagem, pilotagem dos portos, pilotagem das barras ou simplesmente pilotagem é o serviço de auxílio portuário, geralmente disponível em áreas que apresentem dificuldades ao tráfego livre e seguro de embarcações, em geral de grande porte. Tais dificuldades podem ser relativas a ventos, estado do mar, lagos ou rios, marés, correntes, bancos de areia, naufrágios, visibilidade restrita, entre outras.

No Brasil, o profissional habilitado para a praticagem é denominado prático. Em Portugal, o termo piloto é usado quando o profissional pertence à categoria de oficial náutico e "prático" caso contrário.

O prático possui o conhecimento das águas em que atua, com especial habilidade na condução de embarcações, devendo estar perfeitamente atualizado com dados sobre profundidade e geografia do local, o clima e as informações do tráfego de embarcações. É também o responsável pelo controle e direcionamento dos rumos de uma embarcação próxima à costa, ou em águas interiores desconhecidas do seu comandante. Presta relevante serviço público delegado nos mesmos moldes dos oficiais de cartório.

Com sua habilidade e profundo conhecimento local permite o emprego de navios de maior porte, com máxima segurança dentro dos limites hidrográficos do Porto, otimizando o escoamento das cargas de interesse da região, tendo sempre presentes as responsabilidades com a proteção da vida humana, a preservação do meio ambiente aquático, a manutenção da navegabilidade nos canais de acesso e a proteção do patrimônio público ou privado envolvido na manobra, ou sejam: navios, rebocadores, lanchas e instalações portuárias. O prático assessora o Comandante na condução segura do navio em áreas de navegação restrita ou sensíveis para o meio ambiente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.