Princípio da mediocridade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O princípio da mediocridade é um conceito da filosofia da ciência de que não há nada de especial com o ser humano ou com a vida na Terra[1] ou ainda que o universo é basicamente o mesmo em todos os lugares.[2] [3]

O princípio da mediocridade é a noção filosófica que diz "se um item for retirado aleatoriamente de um ou vários conjuntos ou categorias, é mais provável que esse item venha da categoria mais numerosa do que de qualquer outra das categories menos numerosas" [4] O princípio tem sido usado pra sugerir que não há nada muito incomum sobre a evolução do Sistema Solar, história da Terra, a evolução da complexidade biológica, evolução humana ou qualquer outra nação. A ideia é pressupor a mediocridade em vez de começar com a pressuposição de que determinado fenômeno é especial, privilegiado, excepcional, ou até superior. [5] [6]

Argumentação[editar | editar código-fonte]

Em argumentação, significa iniciar um debate pressupondo que você é a pessoa que menos sabe naquele ambiente, ou que todos sabem tanto quanto ou mais que você, ou seja, você não subestima seus interlocutores, assim tendo mais chances de ganhar a discussão e se permitindo estar mais aberto a aprender ou compartilhar do que ensinar o que sabe.

O Efeito Dunning-Kruger explica que quando sabemos pouco sobre determinado assunto tendemos a superestimar nosso conhecimento enquanto subestimamos o conhecimento dos outros, ao passo que quando sabemos muito sobre outro assunto tendemos a subestimar nossos conhecimentos enquanto superestimamos o conhecimento dos outros. Uma boa forma de ser sensato é prestar atenção a esse Viés cognitivo quando formos debater qualquer assunto.

Referências

  1. T. N. Mitchell; Horst Rauchfuss (2008). Chemical Evolution and the Origin of Life. Springer Science & Business Media. pp. 300–. ISBN 978-3-540-78823-2.
  2. David Grinspoon. Planetas solitários. Globo Livros. p. 272. ISBN 978-85-250-4051-0.
  3. Spyridon Kakos (2010). Harmonia Philosophica. Lulu.com. p. 16. ISBN 978-1-4461-1872-6.
  4. Kukla, A. (2009). Extraterrestrials: A Philosophical Perspective. Lexington Books. p. 20. ISBN 9780739142455. LCCN 2009032272.. Extraterrestrials: A Philosophical Perspective.. [S.l.: s.n.]. ISBN 9780739142455. LCCN 2009032272.
  5. Encyclopædia Britannica. . [S.l.: s.n.].
  6. PZ Myers explains the Mediocrity principle at edge.org edge.org. Visitado em 2015-12-13.