Projeto FUBELT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Projeto FUBELT (também conhecido como Track II) é o nome código atribuído a uma operação da Agência Central de Inteligência (CIA). Esta operação visava evitar que Salvador Allende chega-se ao poder antes de sua posse e para promover um golpe militar no Chile.[1]

Os pontos principais do Projeto FUBELT são de documentos desarquivados do governo dos EUA divulgados pelo Arquivo de Segurança Nacional, em 11 de setembro de 1998, 25 anos após o golpe de estado, bem como de documentos descobertos em 1975 de um inquérito do congresso nacional.

As informações são decorrente de memorandos e relatórios sobre Projeto FUBELT que incluem reuniões entre o secretário de estado dos Estados Unidos Henry Kissinger e funcionários da CIA. , cabos da CIA à sua Santiagoestação e resumos de ação secreta em 1970-detalhando decisões e operações para minar a eleição de Salvador Allende em setembro de 1970 e promover um golpe militar.

Em novembro de 1970, o Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos emitiu um documento denominado: Memorando de Segurança Nacional 93, que substituiu o FUBELT.[2]

Revelações de documentos desclassificados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Smith, Jr., W. Thomas (2003). «FUBELT, Project». Encyclopedia of the Central Intelligence Agency. New York: Facts on File, Inc. p. 105. ISBN 9781438130187. Consultado em 2 de janeiro de 2015. 
  2. Turner, Michael A. (2014). «Fubelt (Operation)». Historical Dictionary of United States Intelligence 2nd ed. Lanham, Maryland: Rowman & Littlefield. p. 108. ISBN 9780810878907. Consultado em 12 de dezembro de 2014.