Quinta de Sacais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.

A Quinta de Sacais fica no Bonfim, no Porto, e é uma das muitas quintas que rodeavam o Porto antigo. Hoje, a sua propriedade imensa está urbanizada e imersa na Baixa portuense. Mas a sua antiga residência solarenga ainda existe, com entrada pela Avenida Camilo.

Com o rei D. Sebastião, partiu para África D. Ayres da Silva. O prelado levou um amigo, proprietário desta quinta. Aconteceu que o dono da quinta foi feito prisioneiro. E quando se soube da sua detenção, a propriedade passou a chamar-se Quinta do Cativo. A partir de 1788 a Quinta do Cativo aparece dividida: uma com uma bela residência, de Nicolau Francisco Guimarães, Cavaleiro da Ordem de Cristo, e outra a Sul, do seu irmão António José Guimarães. A esta chamou-se Quinta do Prado, veio a pertencer ao bispo e foi nos seus terrenos que a Câmara mandou construir o Cemitério do Prado do Repouso. A Quinta do Cativo tinha já outro proprietário em 1869, Manuel José de Sousa Araújo que morreu nesse mesmo ano passando o imóvel a um homem chamado Brandão. Na quinta chegou a estar o Paço Episcopal, tendo ali vivido os últimos anos de vida D. António Barroso.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Património, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.