Reichsarbeitsdienst

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do RAD. O símbolo do RAD era conhecido popularmente como "die Kaffeebohne" (o grão de café)
Bandeira da seção femenina do RAD (Reichsarbeitdienst der weiblichen Jugend (RAD/wJ))

O Reichsarbeitsdienst (RAD, "Serviço de Trabalho do Reich") foi uma organização criada na Alemanha Nazista em 1935 com o objetivo de mitigar os efeitos do desemprego na economia alemã, militarizar a força de trabalho e introduzir na classe trabalhadora a doutrinação nazista. Foi o serviço oficial do Estado para trabalho, se dividindo em setores para homens e mulheres.[1]

O RAD estavba dividido em 2 seções, o Reichsarbeitsdienst Männer (RAD/M) para os homens e o Reichsarbeitdienst der weiblichen Jugend (RAD/wJ) para as mulheres.

A partir de 1935, homens entre 18 e 25 tinham que servir no RAD por pelo menos seis meses antes de poderem servir nas forças armadas. Durante a Segunda Guerra Mundial o serviço compulsório se expandiu para contemplar mulheres jovens e o Reichsarbeitsdienst se desenvolveu para uma formação auxiliar para dar suporte e atender algumas das necessidades logísticas da Wehrmacht. Eles serviram também nos países ocupados pelo exército alemão. Com a aproximação do fim da guerra, muitos membros da RAD foram enviados para servir em unidades de defesa anti-aérea e até nas linhas de frente. Sem experiência em combate, seus membros sofreram pesadas baixas. O Reichsarbeitsdienst foi oficialmente dissolvido após o colapso da Alemanha Nazista em meados de 1945.[2]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Kiran Klaus Patel: Soldaten der Arbeit. Arbeitsdienste in Deutschland und den USA, 1933-1945, Verlag Vandenhoeck & Ruprecht, Göttingen 2003. ISBN 3-525-35138-0.
  2. "Feldgrau.com: Reichsarbeitdienst". Página acessada em 24 de março de 2016.