Reserva Científica da Caldeira de Luba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Reserva Científica da Caldeira de Luba
Categoria Ib da IUCN (Área Selvagem)
Ilha de Bioko
País Guiné Equatorial
Localidades mais próximas Bioko
Dados
Área 510 km²
Criação 2000

A Reserva Científica da Caldeira de Luba (em espanhol: Reserva científica de la Caldera de Luba) é uma área protegida de 51 000 hectares (130 000 acres), localizada na ilha vulcânica de Bioko (conhecida anteriormente como Fernando Pó), uma parte do país africano da Guiné Equatorial. A densa selva tropical é rica em espécies de plantas e animais, incluindo uma alta população de primatas, algumas endêmicas da reserva.[1] Além disso, grande parte da reserva consiste num bosque primário.[2] No entanto, a população de primatas está em perigo, devido à crescente demanda por carne e à falta de efetividade da proibição da caça na reserva.

A Associação Amigos de Doñana (Asociación Amigos de Doñana, AAD), uma organização não governamental espanhola, pôs em marcha um programa para a conservação e o desenvolvimento do ecoturismo na ilha de Bioko em 1995, com ênfase na conservação das tartarugas-marinhas verdes. Isto foi seguido em 1996 e 1997 pelos estudos das áreas de importância crítica para a conservação da diversidade biológica, desenvolvidos pelo Ministério das Florestas, de Pescas e do Meio Ambiente. O programa de conservação AAD, um novo conceito na Guiné Equatorial, incluiu os planos para a educação ambiental e o ecoturismo, com estudos de espécies que são extraordinariamente interessantes biologicamente e programas para domesticar animais selvagens.

Uma expedição espanhola realizada em 2007, pela Universidade Politécnica de Madrid, afirma ser a primeira em ter cruzado a cratera ali presente, considerada pelos habitantes locais como um lugar onde os espíritos habitam. A equipe usou cordas para subir as paredes da cratera quase verticais, que tem cerca de um quilômetro de altura.

Referências

  1. Amsallem, Isabelle (2003). Sustainable Management of Tropical Forests in Central Africa: In Search of Excellence (em inglês). [S.l.]: Food and Agriculture Organization of the United Nations. ISBN 9789251049761 
  2. Morell, Virginia (Agosto de 2008). «Bioko Primates». National Geographic (em inglês) 


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.