Resistência (ecologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Em ecologia, resistência (ou estabilidade de resistência) é a capacidade que um sistema apresenta de manter sua estrutura e funcionamento diante de um distúrbio. Difere de resiliência, que é a capacidade de um sistema restabelecer seu equilíbrio após este ter sido rompido por um distúrbio.[1]

Florestas tropicais úmidas e fogo[editar | editar código-fonte]

Florestas tropicais úmidas, como a Floresta Amazônica e Matas de Galeria do Cerrado, quando submetidas ao fogo apresentam alta resistência e baixa resiliência. Esses ecossistemas apresentam clima úmido e baixo teor de material combustível na serrapilheira, resistindo assim ao estabelecimento do fogo.

Porém, uma vez queimadas e mortas, as clareiras e bordas deixadas pelas árvores tendem a ser colonizadas por gramíneas e outras espécies colonizadoras que são altamente inflamáveis, resultando assim na perpetuação do fogo e possível savanização da floresta.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. GUNDERSON, L.H., 2000. Ecological resilience - in theory and application. Annual Review of Ecology and Systematics, 31: 425-439.
  2. PARCA, M.L.S., 2007. Fitossociologia e sobrevivência de árvores na mata de galeria do córrego Pitoco, Reserva Ecológica do IBGE, DF, em 2006, após dois incêndios, 1994 e 2005. Dissertação de Mestrado, publicação EFLM - 081/2007, Departamento de Engenharia Florestal, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 85p.
Ícone de esboço Este artigo sobre Ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.