Resolução 2065 da Assembleia Geral das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Resolução 2065 da Assembleia Geral das Nações Unidas, aprovada em 16 de dezembro de 1965, reconheceu a existência de uma disputa de soberania entre Reino Unido e Argentina sobre as Ilhas Malvinas. Também reconheceu que o caso das Malvinas é enquadrado em uma situação colonial, que deve ser resolvido levando em consideração o que está expresso na Resolução 1514 da Assembleia Geral das Nações Unidas (Declaração sobre a Concessão da Independência aos Países e Povos Coloniais), de 14 de dezembro de 1960,[1] que estabelece a meta de eliminar todas as formas de colonialismo. A resolução convida as partes a encontrar uma solução pacífica para o problema tendo em conta as disposições da Reolução 1514 e tendo em conta os interesses dos habitantes das ilhas.[2]

Referências

  1. (em espanhol) Resolución 1514 de la Asamblea General de las Naciones Unidas
  2. Gustafson, Lowell (1988). The Sovereignty Dispute over the Falkland (Malvinas) Islands. Oxford University Press. p. 64. ISBN 0-19-504184-4.


Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Resolução 2065 da Assembleia Geral das Nações Unidas



Ícone de esboço Este artigo sobre a ONU é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.