Rodrigo Tot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Rodrigo Tot (nascido em 1958) é um fazendeiro e líder indígena na Guatemala.

Ele é um membro do povo Q'eqchi. Tot recebeu o Prémio Ambiental Goldman em 2017 pelos seus esforços para proteger as terras da sua comunidade dos danos ambientais da mineração.[1][2][3]

Juventude[editar | editar código-fonte]

Tot nasceu em Quiché, Guatemala, pouco antes da corrida da mineração dos anos 60. Tot perdeu ambos os pais ainda jovem e foi morar com a família em Agua Caliente aos 12 anos.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois da disseminação da mineração na sua terra, os Q'eqchi começaram a lutar pelos seus direitos da sua terra no tribunal. Em 2011, o grupo ganhou a acção e o Tribunal Constitucional da Guatemala emitiu uma decisão histórica que reconheceu os direitos de propriedade do povo Q'eqchi.[5]

Referências

  1. Salabert, Shawnté. «These 6 Activists Are Risking It All in the Name of Environmental Justice». outsideonline.com. Consultado em 25 de julho de 2017 
  2. «Rodrigo Tot. 2017 Goldman Prize Recipient South and Central America». goldmanprize.org. Consultado em 25 de julho de 2017 
  3. «The land is forever: Rodrigo Tot wins Goldman Prize for land-title quest». Mongabay Environmental News (em inglês). 24 de abril de 2017. Consultado em 22 de abril de 2021 
  4. «Rodrigo Tot». Goldman Environmental Foundation (em inglês). Consultado em 22 de abril de 2021 
  5. Leveille, David (24 de abril de 2017). «A Guatemalan indigenous land rights activist wins the Goldman Environmental Prize». pri.org