Sísera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jacopo Vignali, Jael e Sísera

Sísera era chefe do exército de Canaã, no reinado de Jabim. Juntamente com este rei oprimiram os israelitas durante 20 anos.[1] Ele tinha uma reputação como um guerreiro invencível, embora ainda jovem.

Organizou mais de 900 carros de guerra no combate contra Israel, que tinha como líder o Baraque e a profetisa e juíza Débora. Envolto em uma confusão em seu próprio exército, que incluiu o atolamento[2] de seus carros de guerra, Sísera e os cananeus saíram derrotados.

O jovem general escapou sozinho, a pé, e refugiou-se na tenda de uma mulher chamada Yael. Ela deu a Sísera uma cama, mas quando o general adormenteu foi morto pela mulher, que prendeu na têmpora uma estaca com um martelo.

Sísera era conhecido por uma profunda afeição que o ligava à sua velha mãe, que esperou em vão pelo seu retorno na casa onde ambos viviam.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências