San Giorgio Maggiore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
San Giorgio Maggiore em Veneza.
Vista de San Giorgio Maggiore.
San Giorgio Maggiore.
Disambig grey.svg Nota: Se procura a igreja na ilha de San Giorgio Maggiore, veja Basílica de San Giorgio Maggiore.

San Giorgio Maggiore é uma das ilhas de Veneza, que fica a leste da ilha Giudecca e a sul do principal grupo de ilhas. Está rodeada pelo Canale della Grazia, Canale della Giudecca, Canale di San Marco e pela Laguna de Veneza meridional. Faz parte do sestiere de San Marco.

A ilha foi provavelmente ocupada no período romano; depois da fundação de Veneza foi chamada Insula Memmia pela família Memmo que era sua proprietária. No ano 829 tinha uma igreja consagrada a São Jorge, daí que fosse chamada San Giorgio Maggiore (São Jorge Maior) para a distinguir de San Giorgio in Alga.

O mosteiro beneditino de San Giorgio foi fundado em 982, quando o Doge Tribuno Memmo doou toda a ilha a um monge, Giovanni Morosini. Os monges secaram os pântanos da ilha próximos da igreja para conseguir terreno sobre o qual edificar.

San Giorgio é actualmente conhecida sobretudo pela sua Basílica de San Giorgio Maggiore, desenhada por Andrea Palladio e começada em 1566.

Na ilha realizou-se o último conclave fora de Roma, o conclave de 1799-1800.

No início do século XIX, depois da queda da República, o mosteiro foi quase suprimido e a ilha converteu-se num porto livre com uma nova baía construída em 1812. Converteu-se na sede da artilharia de Veneza.

Actualmente tem o quartel geral de um centro de arte da Fundação Cini, conhecida pela sua biblioteca e também a sede do teatro ao ar livre chamado Teatro Verde.

Na série de anime Negima!, o desenho da Ilha Biblioteca é baseado em San Giorgio Maggiore, e a ilha é praticamente idêntica à real.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre San Giorgio Maggiore