San Salvador (Bahamas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
San Salvador
San Salvador está localizado em: Bahamas
San Salvador
Localização nas Bahamas
24° 6' N 74° 29' O
SanSalvador map.jpg
Geografia física
País  Bahamas
Área 163  km²
Geografia humana
População 930 (2010)
Densidade 5,7 hab,/km²
San Salvador, Bahamas.jpg
Imagem de satélite de San Salvador

San Salvador ou São Salvador (Watling Island até 1925) é um distrito e uma ilha das Bahamas. Localiza-se no leste do arquipélago, é uma das ilhas que poderia ter correspondido com Guanahani, a primeira ilha da América na qual desembarcou Cristóvão Colombo em 1492. Ela é o pico exposto de uma montanha submersa que se ergue 15 mil pés do chão do oceano e assenta sobre uma plataforma carbonatada rodeada por uma região que atinge os 40 metros de profundidade.[1][2]

Pouco menos de 1000 pessoas vivem em San Salvador, sendo principalmente descendentes de escravos trazidos para a ilha pelos britânicos.

História[editar | editar código-fonte]

O Reino Unido assumiu o controle das ilhas que hoje são chamadas Bahamas no início do século XVII. Um de seus principais colonos foi John Watling (às vezes referido como George Watling), de quem a ilha inicialmente levou seu nome.

Em 1925, foi outra ilha, agora chamada Ilha Cat, que recebeu o nome de "San Salvador". Naquele ano esse topónimo foi removido para ser designada como ilha Watling, na crença de que era mais provável que Colombo chegasse a Watling do que Cat, entre outras coisas, pelas inscrições inseridas em seu diário.

Hoje, graças às suas muitas praias, a ilha tornou-se um importante centro turístico. Tem uma população aproximada de pouco menos de 1000 habitantes, e o seu principal centro habitado é Cockburn Town, sede do governo local.

O Centro de Pesquisas Gerace (Gerace Research Centre), antes Estação de Campo das Bahamas, está localizado no norte, na costa de Grahams Harbour (Porto de Graham). Centenas de estudantes e pesquisadores usam a estação todos os anos como base para estudos em mares tropicais, tanto nas áreas de geologia, biologia e arqueologia.

A ilha tem um grande número de recifes que permitem observar com equipamento de mergulho uma grande variedade de espécies de peixes.

San salvador tem sido atingida por furacões nas últimas décadas: foi arrasada pelo furacão Lill em 1996[3] e pelo furacão Floyd em 1999, causando muitos estragos e danos em bens e também grande erosão das praias.[4] em 2015 o furacão Joaquín causou enorme destruição.

Referências

  1. Littler, M.M.; Littler, D.S.; Blair, S.M.; Norris, J.N. (1986). «Deep-water plant communities from an uncharted seamount off San Salvador Island, Bahamas: distribution, abundance, and primary productivity» (PDF). Deep Sea Research. 33 (7): 881–892 
  2. Peckol, P.M.; Curran, A.; Greenstein, B.J.; Blair, S.M.; Norris, J.N. (2003). «Assessment of coral reefs off San Salvador Island, Bahamas(stony corals, algae and fish populations)» (PDF). Atoll Research Bulletin. 496: 124–145 
  3. Garver, John (3 de janeiro de 2003). «Some effects of Hurricane Lili (Oct 1996)». Union College. Consultado em 10 de outubro de 2010 
  4. Curran, H. A., Delano, P., White, B., and Barrett, M., 2001, "Coastal Effects of Hurricane Floyd on San Salvador Island, Bahamas," In Proceedings of the 10th Symposium on the Geology of The Bahamas, 2001. Greenstein, B. J., and Carney, C. K.(eds.)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre as Bahamas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.