Santa Juliana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santa Juliana
"Sanju"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 17 de dezembro de 1938
Fundação 17 de dezembro de 1938
Gentílico sanjulianense
Prefeito(a) Oscar Carneiro Filho (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Santa Juliana
Localização de Santa Juliana em Minas Gerais
Santa Juliana está localizado em: Brasil
Santa Juliana
Localização de Santa Juliana no Brasil
19° 18' 32" S 47° 31' 27" O19° 18' 32" S 47° 31' 27" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba IBGE/2008 [1]
Microrregião Araxá IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Nova Ponte, Pedrinópolis, Perdizes, e Sacramento
Distância até a capital 453 km km
Características geográficas
Área 727,351 km² [2]
População 11 343 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 15,59 hab./km²
Altitude 910 m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,706 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 443 263 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 37 469,36 IBGE/2012[5]
Página oficial

Santa Juliana é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 8.210 habitantes, em abril de 2007 era de 10.582 habitantes, e em 2013 estava em 12.455 habitantes segundo o IBGE.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O documento que primeiro cita a região é uma carta Sesmaria, datada de 18 de novembro de 1795. Ela manifestava o pedido de um colonizador português, requerendo a posse das terras à coroa portuguesa e fazendo uma citação da localização da mesma, nas paragens do Ribeirão Santa Juliana (Fundação Cultural Calmon Barreto, Araxá-MG).

Em meio a relatos lacunosos, o povoado surgiu com a passagem dos bandeirantes pela localidade, onde encontraram o Ribeirão e em suas proximidades um casebre de família humilde, cuja mulher tinha o nome de Juliana e o apelido de Santa. Assim, os bandeirantes deram esse nome ao ribeirão. Devido à padroeira, Nossa Senhora das Dores e ao Ribeirão, o povoado nascente recebeu o nome de Dores de Santa Juliana. Por volta de 1842 se deu a construção da Capela de Nossa Senhora das Dores, e devido a excelência das terras, que se prestam admiravelmente à agricultura, a localidade foi se desenvolvendo rapidamente.

O Distrito de Dores de Santa Juliana foi criado pela Lei Provincial número 2.153 de 15 de novembro de 1875, e mantido pela Lei Estadual número 2, de 14 de setembro de 1891.

A divisão administrativa de 1911, os quadros de apuração de recenseamento geral de 1920 e a divisão administrativa de 1923, foram apresentados jurisdicionados ao município de Araxa, oque também se verifica na divisão administrativa de 1933. No quadro de 1936, o distrito figura com a denominação de Santa Juliana.

Em 17 de Dezembro de 1938, pelo Decreto Lei Estadual número 148, foi o distrito elevado à categoria de cidade, com a criação de município de Santa Juliana, constituído em um único distrito, o da sede.

O livro da paróquia de Diocese de Uberaba registra para sua criação a mesma data de elevação do arraial a Distrito. A localidade recebeu em 17 de dezembro de 1938 o título de cidade.

No dia em que foi criado o Distrito de Dores de Santa Juliana em Novembro de 1875, foi criada também a Paróquia sobre o título de Nossa Senhora das Dores. A festa de Nossa Senhora das Dores, padroeira de Santa Juliana, é realizada de 06 a 15 de Setembro, sendo no dia da festa, feriado Municipal. A festa da Padroeira também é uma das maiores da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Nossa Paróquia também conta com outras festas: São Sebastião (Janeiro), Santa Juliana Falconieri (Junho) Nossa Senhora das Abadia (Julho-Agosto) e São Judas Tadeu (Outubro-Novembro).

Economia[editar | editar código-fonte]

O município tem se tornado destacado pólo de produção de batatas. Segundo a Pesquisa Agrícola Municipal (uma pesquisa do IBGE, relativa a 2006 e divulgada em outubro de 2007), Santa Juliana é a terceira cidade de Minas com maior rentabilidade com batata-inglesa (cerca de 26 milhões de reais). Há 10 anos, segundo a mesma pesquisa do IBGE, a rentabilidade com batata tem aumentado em Santa Juliana. Santa Juliana também conta com a agricultura e, são produzidos grãos como: soja e milho. Há também a plantação de cenoura, alho e, cana-de-açucar.

Posição geográfica[editar | editar código-fonte]

Situado a Oeste do Alto Paranaíba, no estado de Minas Gerais, o município de Santa Juliana apresenta uma área de 722 km² e conta com o distrito de Zelândia e 17 localidades rurais (Salto, Bom Jardim, Lagoa Dourada, Veados, Pires, Córrego do Lobo, Samambaia, Ponte Preta, Peão, Escorregado, Cipriano, Estacas, Barra, Coivara, Pouso Frio, Barros e Capiú). São municípios limítrofes: Nova Ponte, Pedrinópolis, Perdizes e Sacramento.

A cidade de Santa Juliana está situada a 910 m de altitude, tendo como coordenadas geográficas 19º 18´32” latitude Sul e 47º 31´27” longitude Oeste. Cortada pela BR 452 (que liga Araxá a Uberlândia), Santa Juliana dista 82 km de Uberaba, 73 km de Araxá, 97 km de Uberlândia, 453 km de Belo Horizonte, 500 km da cidade de São Paulo e 500 km de Brasília.

O município pertence à Comarca de Nova Ponte.

Prefeitos de Santa Juliana, após a Emancipação Política do Município[editar | editar código-fonte]

PREFEITO

GESTÃO

Armando

de Paiva Abreu 
 

1938/1940

João

Afonso 
 

1941/1942

José

Pinheiro 
 

1942/1943

Armando

Santos 
 

1944/1946

Padre

Lázaro de Menezes 

(governou

apenas 4 meses)
 

1946/1947

Manoel

Carneiro de Oliveira 
 

1947/1948

José

Pedro Borges 
 

1948/1950

José

Severino Carneiro 
 

1951/1955

Jarbas

de Oliveira Carneiro 
 

1955/1958

Genésio

Carneiro de Oliveira 
 

1959/1962

Jarbas

de Oliveira Carneiro 
 

1963/1966

Manoel

Ferreira da Cunha 
 

1967/1970

Jarbas

de Oliveira Carneiro 
 

1971/1972

Nilson

Borges de Andrade 
 

1973/1977

Manoel

Ferreira da Cunha 
 

1977/1982

Antonio

Pedro de Oliveira 
 

1983/1988

Manoel

Ferreira da Cunha 
 

1989/1992

José

Carneiro Naves 
 

1993/1996

Afrânio

Fernandes de Oliveira 
 

1997/2000

Marcos

Araújo Barbosa 
 

2001/2004

Marcos

Araújo Barbosa 
 

2005/2008

José

Carneiro Naves 

(governou

apenas 9 meses)
 

2009/2009

Orlando

Espíndola dos Santos Neto 

(governou

apenas 3 meses)

Presidente

da Câmara - Prefeito em exercício
 

2009/2009

Dálton

César de Assis

(governou

apenas 5 meses)

Presidente

da Câmara - Prefeito em exercício
 

2010/2010

Belchior

Antonio da Silva 
 

2010/2012

Oscar

Carneiro Filho
 

2013/2016

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 12 de dezembro de 2014. 
  5. a b «Minas Gerais » Santa Juliana » produto interno bruto dos municípios - 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 12 dez. 2014.  Texto "santa-juliana" ignorado (Ajuda); Texto "produto-interno-bruto-dos-municipios-2012 " ignorado (Ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.