Satélites de Minerva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O asteroide 93 Minerva possui dois satélites naturais conhecidos, chamadas de Égide e Gorgoneion. Estes dois pequenos satélites foram descobertos em 16 de agosto de 2009, às 13:36 UTC, através do sistema de óptica adaptativa do Observatório Keck.[1]

Égide[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Égide (satélite)

Égide, o satélite maior, foi descoberto no dia 16 de agosto de 2009, pelos astrônomos F. Marchis, B. Macomber, J. Berthier, F. Vachier e J. P. Emery através do Observatório W. M. Keck. Este corpo celeste tem um diâmetro com cerca de 4 km, orbita a uma distância de 630 km do asteroide Minerva.

Gorgoneion[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Gorgoneion (satélite)

Gorgoneion, o segundo satélite, foi descoberto três anos após a descoberta de Rômulo, no dia 16 de agosto de 2009, pelos astrônomos F. Marchis, B. Macomber, J. Berthier, F. Vachier e J. P. Emery através do Observatório W. M. Keck. Seu diâmetro é de 3 km e sua órbita tem uma distância de 380 km.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «The discovery of a new triple asteroid, (93) Minerva» (em inglês). Cosmic Diary Blog. Consultado em 19 de dezembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]