Scramblase

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A scramblase é uma proteína responsável pela translocação de fosfolípidos entre duas monocamadas de uma bicapa lipídica da membrana celular.[1] [2] [3]

Em humanos, as scramblases fosfolipídicas constituem uma família de cinco proteínas homólogas denominadas hPLSCR1–hPLSCR5. As scamblases são membros da família geral de transportadores lípidicos transmembranares conhecida como flipases.

O folheto interno da membrana contém amino-fosfolípidos e fosfatidiletanolaminas carregadas negativamente. O folheto externo, contém fosfatidilcolina e esfingomielina.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Sahu SK, Gummadi SN, Manoj N, Aradhyam GK (2007). «Phospholipid scramblases: an overview». Arch. Biochem. Biophys. [S.l.: s.n.] 462 (1): 103–14. doi:10.1016/j.abb.2007.04.002. PMID 17481571. 
  2. Zwaal RF, Comfurius P, Bevers EM (2005). «Surface exposure of phosphatidylserine in pathological cells». Cell. Mol. Life Sci. [S.l.: s.n.] 62 (9): 971–88. doi:10.1007/s00018-005-4527-3. PMID 15761668. 
  3. Sims PJ, Wiedmer T (2001). «Unraveling the mysteries of phospholipid scrambling». Thromb. Haemost. [S.l.: s.n.] 86 (1): 266–75. PMID 11487015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]