Semelhe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Semelhe 
  Freguesia portuguesa extinta  
Igreja de Semelhe
Igreja de Semelhe
Símbolos
Bandeira de Semelhe
Bandeira
Brasão de armas de Semelhe
Brasão de armas
Localização
Semelhe-loc.png
Semelhe está localizado em: Portugal Continental
Semelhe
Localização de Semelhe em Portugal Continental
Mapa de Semelhe
Coordenadas 41° 33' 13" N 8° 27' 27" O
município primitivo Braga
município (s) atual (is) Braga
Freguesia (s) atual (is) Real, Dume e Semelhe
História
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 3,48 km²
População total (2011) 783 hab.
Densidade 225 hab./km²

Semelhe foi uma freguesia portuguesa do município de Braga, com 3,02 km² de área e 783 habitantes (2011)[1]. Densidade: 259,3 hab/km².

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada às freguesias de Real e Dume, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Real, Dume e Semelhe com a sede em Real.[2]

Nesta localidade nasceram:

O escritor José Leon Machado, no seu livro Quero Cortejar o Sol, relata os anos da juventude que passou nesta povoação quando aí viveu com a família entre 1980 e 1986.

Foi vigararia dos Eremitas de Santo Agostinho do Convento do Pópulo, que construíram na propriedade que aí possuíam um edifício conhecido como Castelo de Semelhe. A propriedade, actualmente conhecida como Quinta da Mata, foi adquirida em 1919 pelo brasileiro João Rego, que a murou.

O nome do povoado aparece em documentos até ao século XVI de diversas formas: Villa Samuella, Samuelle, Parada de Samuel, Samuele e Samuel-Real-o-Novo. No entanto, o mais certo foi ter evoluído da forma latinizada talvez de origem germânica Sameli, que aparece num documento de 1090.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Semelhe (1864 – 2011) [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
375 331 373 426 431 422 474 560 636 579 606 792 711 847 783

Património[editar | editar código-fonte]

  • Igreja paroquial
  • Quinta da Mata
  • Castelo de Semelhe
  • Capela do Senhor do Lírio
  • Capela de Santo António
  • Capela de São Gonçalo
  • Casa do Visconde de Semelhe
  • Casa brasonada dos Azevedos

Festas e Romarias[editar | editar código-fonte]

  • Nossa Senhora da Purificação (1.º Domingo de Maio)
  • São João Baptista (24 de Junho)
  • Menino Jesus e presépio (de 17 de Dezembro a 6 de Janeiro)

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 6 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.