Serina protease

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

As serino-proteases são enzimas que clivam proteínas, também chamadas de enzimas proteolíticas. São assim chamadas, pois estruturalmente possuem um resíduo de serina central em sua composição. As diferentes enzimas dessa família possuem especificidade distinta ao substrato. Por exemplo, as serino-proteases quimotripsina e tripsina. Enquanto a quimotripsina hidrolisa ligações adjacentes a aminoácidos hidrofóbicos, como triptofano e fenilalanina, a tripsina hidrolisa ligações próximas a aminoácidos básicos, como lisina e arginina. Os substratos ligam-se a serino-proteases através da inserção do aminoácido adjacente ao sítio de clivagem em uma cavidade no sítio ativo da enzima. Outros exemplos de serino-proteases são: quimotripsina, tripsina, elastase e trombina. [1]

Ícone de esboço Este artigo sobre Bioquímica é um esboço relacionado ao Projeto Química. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. M. Cooper, E. Hausman, Geoffrey, Robert (2007). A Célula - 3ed: Uma Abordagem Molecular. Porto alegre: Artmed