Sexo no espaço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O teste em microgravidade na séries Sex in Space do O Universo marcou o primeiro teste de intimidade humana para colonizar a galáxia; 13 de setembro de 2008.

A ideia de comportamento sexual humano na ausência de peso ou ambientes extremos do espaço exterior, ou sexo no espaço, apresenta dificuldades para o desempenho da maioria das atividades sexuais devido a Terceira Lei de Newton. De acordo com a lei, se o casal permanecer atraídos, seus movimentos vão contra o outro. Consequentemente, as suas ações não vai mudar a sua velocidade, a menos que eles são afetados por outro objeto solto. Algumas dificuldades podem ocorrer devido à objetos a deriva. Se o casal tem uma velocidade relativa combinada a outros objetos, as colisões podem ocorrer. Houve sugestões de que a concepção e gravidez em ambientes fora da Terra poderia ser um problema.[1][2][3][4]

A partir de 2009, com o planejamento da NASA de realizar missões lunares a longo prazo com assentamentos e metas para explorar e colonizar o espaço, o tema tem sido debatido nas ciências biológicas. O cientista Stephen Hawking em 2006, concluiu publicamente que a própria sobrevivência humana, possivelmente, vai depender do sucesso em ambientes extremos de espaço.[5][6][7]

Referências

  1. Monks, Keiron (9 de abril de 2012). «Thrusters on full: Sex in space». Metro. Free Daily News Group Inc./Star Media Group. Consultado em 12 de junho de 2015. Cópia arquivada em 12 de junho de 2015 
  2. Boyle, Alan (24 de julho de 2006). «Outer-space sex carries complications». NBCNews.com. Consultado em 12 de junho de 2015. Cópia arquivada em 12 de junho de 2015 
  3. Seks in de ruimte: is het mogelijk?, By Caroline Hoek; 7 April 2012
  4. S’envoyer en l’air dans l’espace Par Kieron Monks, Metro World News; 11 Avril 2012
  5. Hui, Sylvia (13 de junho de 2006). «Hawking Says Humans Must Colonize Space». Space.com. Purch. Associated Press. Consultado em 3 de janeiro de 2009. Cópia arquivada em 11 de maio de 2008 
  6. Hui, Sylvia (13 de junho de 2006). «Hawking: Humans Must Spread Out in Space». The Washington Post. Consultado em 12 de junho de 2015 
  7. Delange, Catherine (20 de maio de 2012). «The importance of sex in space». Cosmos. Consultado em 12 de junho de 2015. Cópia arquivada em 12 de junho de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre sexo ou sexualidade é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.