Sha (mitologia egípcia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sha

Na arte do antigo Egito, o animal que representa Seti, ou sha, é o animal totêmico do deus Seti. Como Seti foi identificado com o grego Tifão, o animal também é conhecido como animal ou besta tifônica.

Ao contrário de outros animais, a forma animal de Seti não é facilmente identificável no mundo animal moderno. Hoje, há um acordo geral entre os egiptólogos de que nunca foi uma criatura real e existia apenas na imaginação egípcia antiga. Nos últimos anos, houve muitas tentativas de zoólogos para encontrar a forma animal de Seti na natureza. Apesar de o animal não ser atualmente desconhecido, ele tinha muito significado para os egípcios. A forma animal de Seti é um dos determinativos animais frequentemente demonstrados.[1]

O uso linguístico dos hieróglifos que representam o sha na língua egípcia é o determinativo para as palavras que retratam "itens do caos", ou palavras relacionadas a "sofrimento, violência, perturbação" e também para "tempestades violentas" da atmosfera.[2]

Referências

  1. McDonald, Angela (2000). Current Research in Egyptology 2000. England: Archaeopress. pp. 75, 76, 77. ISBN 1841712078 
  2. Betrò, 1995. Hieroglyphics: The Writings of Ancient Egypt, Section: "Seti", variant "The mythic animal Seti", p. 75.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Betrò, 1995. Hieroglyphics: The Writings of Ancient Egypt, Maria Carmela Betrò, c. 1995, 1996-(English), Section: Seti, (variant hieroglyph: Seti animal), p. 75. Abbeville Press Publishers, New York, London, Paris (hardcover, ISBN 0-7892-0232-8)
Ícone de esboço Este artigo sobre o Egito é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.